Fale Conosco

17 de março de 2015

Olimpíada Brasileira de Robótica abre inscrições



Os estudantes que desejam participar da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) poderão fazer suas inscrições até o dia 30 de abril para a modalidade prática e até 7 de agosto para a modalidade teórica. Ambas são independentes, ou seja, o aluno pode se inscrever nas duas. Somente o professor responsável pelos alunos deve fazer a inscrição no evento através do Sistema Olimpo no endereço eletrônico www.obr.org.br, observando o passo a passo descrito no Manual de Inscrição. No ano passado, a Paraíba ficou em segundo lugar no ranking de participação da Olimpíada, com 285 equipes, sendo 126 do nível fundamental e 150 do nível médio, com estimativa de 1.140 alunos.

Na modalidade teórica, realizada em uma única fase (no dia 21 de agosto), simultaneamente em todas as escolas participantes do país, os estudantes responderão questões de uma prova escrita preparada por uma Comissão de Professores (Comitê de provas) da OBR. A prova é dividida em cinco níveis, de acordo com a escolaridade do aluno, abrangendo da pré-escola ao Ensino Médio ou Técnico.

Na modalidade prática, dividida em duas fases (uma estadual e uma nacional), a OBR estabelece anualmente uma tarefa, e os alunos deverão construir robôs que atendam a esta tarefa. Os robôs podem ser integralmente construídos pelos alunos ou podem ser construídos utilizando kits robóticos. São dois níveis, o nível 1 é voltado aos alunos do Ensino Fundamental e o nível 2 aos alunos do Ensino Médio, Técnico (ou equivalente), incluindo alunos matriculados em cursinho pré-vestibular (em Instituição de Ensino).

As equipes desta modalidade devem ser compostas por grupos de no máximo 4 alunos, de um mesmo nível, podendo ser de escolas diferentes. Cada estudante só pode fazer parte de uma equipe. Cada equipe deve ter um nome e a instituição da equipe será a mesma do professor/tutor cadastrado pela equipe. O professor tutor da equipe deve ser de uma escola ou de alguma ONG com fins educacionais.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, o Governo do Estado vem trabalhando na implantação de novas tecnologias e recursos pedagógicos para melhoria da aprendizagem dos alunos. “O Laboratório de Robótica possibilita aos professores trabalharem projetos lúdicos gerando situações de aprendizagem e possível desenvolvimento cognitivo, principalmente nas áreas de ciências exatas, da natureza e matemática”, explicou o secretário.  Foram investidos R$16.950.000,00 em laboratórios de robótica educacionais para 100 escolas do ensino médio e R$8.475.000,00 para 50 escolas do ensino fundamental.

 “Hoje temos escolas equipadas e professores capacitados, por isso queremos convidar todos os alunos e professores da rede estadual para dar continuidade no sucesso que foi a participação das escolas estaduais na OBR de 2014, evidenciando as potencialidades da Paraíba no cenário nacional”, enfatizou o coordenador Estadual de Robótica da Secretaria de Estado da Educação (SEE), Gustavo Amorim.

Paraíba na OBR 2014- A Paraíba ficou em segundo lugar no ranking de participação da Olimpíada, com 285 equipes, sendo 126 do nível fundamental e 150 do nível médio, com estimativa de 1.140 alunos. Foram 44 Escolas Estaduais distribuídas em 33 Municípios competindo, com maior destaque para Campina Grande (19 equipes) e João Pessoa (57 equipes). Das inscritas, dezoito escolas chegaram à final da etapa estadual e quatro receberam prêmios: prêmio extra para melhor estreanteàequipe da escola Escola Estadual Prof. Crispim Coelho da Gerência de Educação de Cajazeiras; prêmio extra escola pública àequipe da escola Escola Monsenhor Constantino Vieira, também de GRE de Cajazeiras; prêmio extra elegância àequipe da Escola João Silveira Guimarães, de GRE Catolé do Rocha, e prêmio extra dedicação à equipeda Escola  Ivan Bichara Sobreira, da  GRE de Mamanguape.

O que é a OBR? - A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo CNPq que se utiliza da temática da robótica – tradicionalmente de grande aceitação junto aos jovens – para estimulá-los às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.

A OBR possui duas modalidades que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. Anualmente a OBR elabora e gere a aplicação de provas teóricas e práticas em todo o Brasil utilizando essa temática. Destina-se a todos os alunos de qualquer escola pública ou privada do Ensino Fundamental, Médio ou Técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.