Fale Conosco

3 de julho de 2009

Olhar Brasil: estudantes paraibanos começam a ser examinados



A dona-de-casa Maria José de Sousa, 50 anos, moradora de Alhandra, lê com dificuldade e precisa forçar a vista para conseguir copiar no caderno o que a professora escreve no quadro. Esta semana, a estudante fez um exame oftalmológico que comprovou a deficiência visual.

Ela recebeu a notícia que ganharia seus óculos no prazo de 30 a 60 dias. Maria é uma das 316.486 pessoas matriculadas no Programa Brasil Alfabetizado, que devem ser beneficiadas pelo Projeto Olhar Brasil, iniciado na Paraíba, na última quinta-feira.

A primeira cidade a receber a equipe do Olhar Brasil foi Alhandra. Em um dia, foram feitas 70 consultas. O atendimento estava programado para começar um dia antes, mas a unidade móvel não pôde ser levada ao município e a Gerência de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai agendar outra data para atender o restante de alunos da cidade. O município tem 252 alunos matriculados no Brasil Alfabetizado e a intenção é que todos passem pelo exame.

Óculos de graça – O agricultor de Alhandra, Francisco de Assis Calixto, 58 anos, nunca usou óculos, mas disse que há uns três anos vem sentindo dor de cabeça com frequência e não consegue enxergar bem. “Eu até podia fazer um esforço e pagar uma consulta de vista, mas não ia adiantar porque eu não teria como comprar os óculos. Por isso, estou aqui hoje”, comentou.

“Meus óculos estão vencidos há oito anos, porque eu não tinha condições de pagar uma consulta de vista. Já escolhi os meus óculos e agora não vou mais ter dificuldade para enxergar”, disse Dona Maria José.

“Não vejo direito nem de perto nem de longe. Há dois anos eu não fazia um exame porque não tenho condições financeiras. Gostei muito da consulta e o melhor é que eu vou ganhar os óculos”, disse a dona-de-casa Gilda Figueiredo, 57 anos.

No fim de semana – No primeiro dia de atendimento do Olhar Brasil no município de Coremas, na quinta-feira (1º) foram examinadas 478 alunos. Neste sábado, estão previstos atendimentos nas cidades de Caaporã, Sousa (que atenderá também os estudantes de Vieirópolis), Coremas e João Pessoa. As consultas continuam em Coremas e Sousa no domingo e, na segunda-feira (6) prosseguem em Riachão do Poço Sousa e Pitimbu.

O projeto é do Governo Federal, executado pela SES em parceria com a Secretaria de Educação do Estado e 204 municípios que mantém salas do Brasil Alfabetizado. Segundo a oftalmologista Socorro Melo, que fez os atendimentos no município de Alhandra, a maioria dos estudantes atendidos até então tem entre 40 e 60 anos e sofre de presbiopia, que é a diminuição da capacidade de enxergar de perto, mais comum após os 40 anos.

Atendimento – Os exames são feitos em unidade móvel oftalmológica, nas unidades de saúde da família, consultórios ou escolas, dependendo da estrutura encontrada no município. Quando o estudante chega ao local de atendimento, uma equipe da Secretaria de Educação do município checa se o nome dele consta na lista de alunos matriculados no Brasil Alfabetizado e o encaminha para o exame.

Se for constatada a necessidade de óculos, o aluno escolhe o modelo no mesmo dia e o recebe entre 30 dias e 60 dias, gratuitamente. Estão sendo disponibilizados oito modelos, sendo quatro femininos e quatro masculinos. A quantidade de médicos em cada cidade varia de acordo com o número de alunos. A equipe conta ainda técnicos óticos. Quando o médico detecta outro tipo de patologia, o paciente é encaminhado para um serviço de saúde.
 
Todos os atendimentos serão supervisionados por profissionais da Gerência Executiva da Atenção Básica e do Núcleo de Atenção à Saúde Visual da SES. O Olhar Brasil foi lançado no último dia 15, pelo governador José Maranhão e os secretários da Saúde, José Maria de França, e da Educação, Sales Gaudêncio. A Paraíba é o quarto estado brasileiro a iniciar a execução do projeto.
 
Atendimento no final de semana
 
João Pessoa – sábado
Unidade Integrada Cidade Verde
Rua Deputado Valdevino Lobo Maia, s/n, Mangabeira
 
Coremas – sábado e domingo
Ginásio de Esportes “O Pereirão”
 
Sousa – sábado, domingo e segunda
Centro de Treinamento de Professores do Estado
Rua José de Paiva Gadelha, 125, bairro Gato Preto
 
Caaporã – sábado
Escola Municipal Adauto Viana
 

Assessoria de Imprensa da SES-PB