Fale Conosco

25 de julho de 2012

Oficina para comunicadores discute infância, mídia e direitos humanos



A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh) abriu inscrições para a oficina “Infância, Mídia e Direitos Humanos: o papel do jornalista na transformação de realidades”, que acontece próxima terça-feira (31), às 19h30, no auditório do Hotel Littoral, em João Pessoa. O evento é realizado em parceria com o portal Criança.PB, Associação Paraibana de Imprensa (API) e Sindicato dos Jornalistas da Paraíba (Sindjor-PB).

O treinamento será ministrado por dois premiados nomes do jornalismo nacional: o repórter Mauri König e o fotógrafo Albari Rosa. Os interessados podem fazer as inscrições, gratuitamente, enviando os dados pessoais e a entidade/empresa onde atua para o e-mail criancapb@gmail.com.

De acordo com a secretária da Sedh, Cida Ramos, eventos como esse serão realizados em todo o Estado para discutir a proteção de crianças e adolescentes. “Este diálogo com os profissionais que fazem a imprensa ajuda a construir uma nova imagem da criança e adolescente. Por exemplo, mostrando que criança não deve trabalhar e sim ter acesso à escola em tempo integral, para desenvolver o seu potencial”, afirma Cida Ramos.

Ela ressalta que a ação de mobilizar os profissionais da imprensa faz parte do Plano Decenal de Enfrentamento à Violência Sexual lançado este mês, na Paraíba.

Palestra – Engajados no tema há mais de 20 anos, os palestrantes estão entre as maiores referências jornalísticas na área da infância. Na avaliação da coordenadora do Criança.PB, Janaína Araújo, a contribuição de ambos será valiosa. “Buscamos trazer os profissionais envolvidos com o tema e que têm maior visibilidade nacionalmente. Essa capacitação tem o objetivo de fazer essa interação entre quem já faz o jornalismo investigativo na área da infância, como Mauri e Albari, e quem ainda quer fazer, mas não sabe o caminho”, enfatiza.

De acordo com o presidente do Sindjor-PB, Rafael Freire, o evento terá total apoio do Sindicato, que vai participar das discussões. Ele destaca que a violência e a exploração de crianças e jovens são questões sérias. “Na nossa compreensão, o jornalista tem o papel de defender os direitos humanos, valorizar a vida e denunciar essas situações, por isso vamos participar e ajudar na mobilização”, reforça Rafael.

A presidente da API, Marcela Sitônio, afirma que a parceria com o portal Criança.PB fortalece as ações de capacitação de jornalistas na Paraíba.

Perfis – Mauri König é formado em Letras e Jornalismo, com pós-graduação em Jornalismo Literário. Em 22 anos de carreira, recebeu 23 prêmios de jornalismo, entre eles, dois Esso, dois Embratel, quatro Vladimir Herzog de Direitos Humanos e dois Tim Lopes, o último neste ano.

Também venceu, por duas vezes, o Lorenzo Natali Prize, concedido pela União Europeia, e ganhou ainda o Prêmio de Direitos Humanos da Sociedade Interamericana de Imprensa. Publicou, em 2008, o livro “Narrativas de um correspondente de rua”, finalista do Prêmio Jabuti. Recebeu, em 2003, o título de Jornalista Amigo da Criança, concedido pela Andi – Direitos e Comunicação.

Albari Rosa é fotojornalista desde 1988. Iniciou como freelancer da Editora Abril, passou por assessorias de imprensa, Revista do Comércio e jornais como o Diário Lance, Folha de Londrina e a Gazeta do Povo, onde trabalha desde 1993. Entre muitas atividades, destaca a cobertura das Copas do Mundo da Alemanha e África do Sul, além das que lhe renderam os prêmios Esso e Vladimir Herzog de fotojornalismo.