Fale Conosco

11 de setembro de 2012

Oficina forma professores surdos sobre prevenção em DST/Aids e Hepatites Virais



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, realiza a partir desta quarta-feira (12) até sexta-feira (14) uma oficina de qualificação para formar multiplicadores de prevenção em DST/Aids e Hepatites Virais para pessoas surdas.  O evento é uma parceria com a ONG Tampopo, de Pernambuco, e acontecerá na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

A gerente operacional das DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ivoneide Lucena, explicou que serão capacitados vinte professores surdos que atuarão como agentes multiplicadores nas escolas da Paraíba  que atendem crianças e adolescentes com problemas de audição. “Temos buscado firmar parcerias com órgãos e instituições da sociedade civil organizada para que possamos expandir cada vez as nossas ações preventivas e educativas sobre essas doenças”, destacou Ivoneide Lucena.

Ela afirmou que durante a capacitação serão discutidos o sexo seguro, o tratamento, prevenção e vulnerabilidade das DST/Aids e Hepatites Virais, sistema imunológico, conhecimento do corpo humano, o soropositivo, higiene corporal, preservativos e a sexualidade.  Os instrutores da ONG, que também são surdos, irão repassar as formas de abordagem, por meio da linguagem de libras, sobre as maneiras de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e hepatites virais, como também o uso do preservativo. “A partir dessa capacitação, esses professores irão ajudar no fortalecimento das ações de prevenção junto a essa população”, destacou Ivoneide Lucena.

De acordo com o diretor da Rede Internacional Tampopo, Geovanne de Sales  Gila, até o ano passado já foram  ministradas oficinas em 16 municípios de Pernambuco e agora o projeto está expandindo  suas atividades para as regiões Norte e Nordeste do país com a intenção de  estabelecer uma rede interestadual de prevenção das DST/HIV/Aids.