João Pessoa
Feed de Notícias

Oficina destaca importância das ‘salas de apoio a amamentação’

terça-feira, 11 de dezembro de 2012 - 16:01 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria, promoveu nesta terça-feira (11) o segundo dia da Oficina “Mulher trabalhadora que amamenta”, para profissionais de saúde. Pela manhã, o evento aconteceu no auditório de Fonoaudiologia, do Centro de Ciências da Saúde, na UFPB, em João Pessoa. À tarde, estão previstas visitas a quatro empresas privadas e ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, na capital, onde será abordada a importância da implantação das ‘salas de apoio a amamentação’.

O evento, que tem como objetivo capacitar profissionais para o trabalho de sensibilização, orientação e apoio aos gestores de instituições públicas ou privadas para implantação das salas de apoio, contou com as presenças de três representantes do Ministério da Saúde (MS). Esta é a 13ª Oficina realizada em 2012. A meta é contemplar todos os 27 estados da Federação, até 2013.

Segundo a diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, Thaíse Ribeiro, o Ministério da Saúde recomenda a instalação de salas de apoio a amamentação, que são locais destinados à retirada e estocagem de leite materno, durante a jornada de trabalho, e têm por finalidade atender às mulheres que precisam esvaziar as mamas, durante o expediente. O leite coletado é oferecido à criança, em outro momento, ou até mesmo para doação a um banco de leite humano, favorecendo o aumento da prevalência do aleitamento materno e a diminuição da mortalidade infantil.

A visita às empresas Alpargatas, Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, Cosibra e Indaiá, será monitorada pelas técnicas do MS. A ideia é sensibilizar os empresários sobre a importância das salas de apoio a amamentação. “Para uma sala dessa não é necessária nenhuma estrutura grandiosa. Basta um espaço de 1,5 m2, uma geladeira, uma cadeira e um kit de frascos onde deverão ser colocados o leite coletado”, explicou a técnica no MS, Keiko Teruya. Ela lembrou a importância das empresas se engajarem nesta ação, o que a torna uma ‘empresa cidadã’, com maior credibilidade diante da sociedade. “Quando se apoia uma mãe lactante, está se apoiando  um futuro bem mais saudável para o país”, destacou.

Na Paraíba, a empresa de lingerie, Demillus, instalada em Santa Rita, é a única que tem implantada uma sala de apoio a amamentação. O gerente administrativo, Dércio Pereira, esteve no evento e explicou que o espaço existe desde 2009 e teve início porque era observado um grande desperdício de leite materno, na época em que as mães retornavam ao trabalho, após o período de licença maternidade. O local serve tanto para a retirada do leite para os filhos das funcionárias quanto para doação aos bancos de leite. “Hoje, todas as empresas buscam a responsabilidade social. Portanto, nada mais justo do que nós, que fabricamos um produto para um público feminino e com 97% do nosso quadro formado por mulheres, tomarmos esta atitude”, afirmou o gerente.

A oficina conta ainda com a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho, Delegacia Regional do Trabalho, Sindicatos, Vigilância Sanitária, Pastoral da Criança, Movimento Nós Podemos Paraíba, Rotary Club, entre outros.