Fale Conosco

9 de junho de 2009

Oficina de capacitação em olericultura será realizada em assentamento



A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) promove nos dias 12, 13 e 14 deste mês, uma oficina de capacitação em olericultura de base ecológica para produtores rurais do assentamento Olho d’Água, no município de São Vicente do Seridó, região administrativa de Picuí.

Esta é a segunda etapa da capacitação, que começou no final do mês de maio quando esses agricultores, orientados pelo técnico Ricardo Pereira de Farias, da Emater de Caldas Brandão, construíram uma estufa e canteiros com olerícolas diversas. Nesta segunda fase, eles vão receber ensinamentos sobre o uso de defensivos naturais e biofertilizantes.

O trabalho integra ações do Programa de Assessoria Técnica, Ambiental e Social (ATES) do convênio firmado pela Emater-PB, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), que beneficia 25 áreas de assentamento em diversos municípios paraibanos. O objetivo é a melhoria do padrão nutricional e a geração de emprego e renda dos produtores envolvidos.

Olericultura – Técnicos da Emater vinculados à região administrativa de Serra Branca, no Cariri paraibano, estão aptos a elaborar projetos do Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal (PAA), que garante o atendimento de populações em situação de insegurança alimentar e nutricional, além de promover a inclusão social no campo.

Eles participaram recentemente de um treinamento sobre a operacionalização de planilhas do PAA NET e estão mobilizando agricultores familiares em seus municípios de atuação, para a elaboração de projetos dentro dos padrões de sustentabilidade ambiental, estimulando a produção familiar. O curso foi promovido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a coordenadora regional da Emater em Serra Branca, Karina Queiroz, o curso, além de repercutir favoravelmente entre os técnicos e produtores rurais do Cariri paraibano, “reforça o padrão de vida de todos os envolvidos com a política de desenvolvimento praticada pelos governos federal e estadual em beneficio do agricultor familiar”.

Da Assessoria de Comunicação da Emater-PB