João Pessoa
Feed de Notícias

Obras e eventos impulsionam setor turístico na PB, garante consultora

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 - 15:47 - Fotos: 
A duplicação da BR-101, a construção do Centro de Convenções de João Pessoa, a realização da Copa de 2014 e a retomada das obras do Pólo Cabo Branco criam uma nova realidade econômica e garantem o desenvolvimento mais rápido do turismo da Paraíba, nos próximos quatro anos.

Quem garante é Anya Ribeiro, uma das mais renomadas consultoras da área do desenvolvimento do turismo do Brasil que, em 2002, também no Governo José Maranhão, elaborou o primeiro grande Plano de Desenvolvimento do Turismo da Paraíba, depois de viajar por 90 municípios percorrendo 12 mil quilômetros em terras paraibanas.

Êxito – Anya é uma das responsáveis pelo crescimento do Turismo no vizinho Estado do Ceará, onde foi secretária. Ela participou no início da semana, na Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), de uma reunião destinada a viabilizar a retomada daquele Plano Turístico, que teve a coordenação do secretário Edivaldo Nóbrega da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (STDE).

O secretário disse que a reunião foi coberta de êxito porque “além da Anya conhecer bem nossas potencialidades turísticas, ela só faz somar, quando aceita colaborar com uma equipe de técnicos que já vem elaborando um trabalho que pode ser titulado como ‘Estratégia do Turismo do Estado da Paraíba na Visão de 2014’. Não temos dúvidas que brevemente estaremos apresentando um trabalho com ações viáveis e algumas delas deverão ser implementadas já de imediato, atendendo assim os anseios de todos os paraibanos”.                       

A volta – Sobre a sua volta à Paraíba, ela disse que “é a reaproximação de uma consultora que ama a Paraíba, e que teve a oportunidade de fazer um planejamento para o desenvolvimento das regiões turísticas do Estado, dos municípios que têm oportunidade para o turismo. Foi um trabalho realizado através do Sebrae, mas em parceria com o Governo José Maranhão, com várias equipes técnicas e, principalmente, os setores privados do turismo e as comunidades e os parceiros de cada um dos municípios que, naquela ocasião nós estivemos visitando e trabalhando”.

Destacou que foram visitados “90 municípios, rodamos 12 mil quilômetros e o resultado de todo esse conhecimento e desse entendimento da oportunidade da Paraíba para o setor do turismo, de se gerar emprego, de se distribuir renda, de se desenvolverem outras atividades, outros negócios, foi contemplado nesse Plano do ano de 2002”.

Garantiu que “muitas indicações, muitas ações do Plano de 2002 foram implantadas. Principalmente no âmbito das ações do Sebrae, que foi o órgão que contratou a nossa empresa. Mas como houve uma avaliação por parte do Condetur (Conselho de Desenvolvimento do Turismo da Paraíba), de que o momento da Paraíba é um momento muito positivo, no sentido de que todos os setores estão, novamente, trabalhando juntos, então houve o consenso de chamar a nossa consultoria de volta, para tentar de forma prática e objetiva dar mais um passo nesse desenvolvimento”.

Diferença – Como resultado dessa reunião, foi consenso por parte da SETDE de que se deve olhar a Paraíba atual num cenário de futuro, pois é a fase que antecede a Copa do Mundo de 2014. Então, de 2010 a 2014 é um período de grandes oportunidades para o desenvolvimento do turismo do País e especificamente da Paraíba, por estar localizada entre dois estados que lhe são muito próximos e sediarão os jogos da competição mundial.

Ela avalia que “a Copa de 2014 tem uma grande diferença das Olimpíadas de 2016 porque esses jogos trazem apenas os esportistas, os atletas, elas não trazem as torcidas dos atletas, os familiares e os amantes do futebol como acontecerá com a Copa. Do jeito que nós brasileiros vamos à África do Sul assistir a Copa de 2010 outros países do mundo virão ao Brasil, que tem uma diversidade de atrações muito maior”.

Novo olhar – Um dos consensos da reunião, segundo Anya, é que de que “há um novo tempo para se olhar o desenvolvimento do turismo na Paraíba e qualquer instrumento de planejamento, qualquer plano que seja desenvolvido há que considerar esse tempo – 2014, que é o evento da Copa e que tudo que nós fizermos até lá poderá ficar como um legado transformador, não só da população, pelos programas de capacitação e qualificação; pelas infraestruturas básicas, turísticas e pelas ações de promoção, já que os visitantes passarão a ser os divulgadores do potencial da Paraíba”.

Temos, prosseguiu, que considerar a oportunidade da implementação da duplicação da BR-101. Se hoje nós fazemos um percurso de João Pessoa a Recife ou vice versa, em duas horas – considerando a realidade do transporte aéreo internacional que é usado por somente cerca de 25% a 30% das pessoas – será feito em uma hora, da mesma forma, de João Pessoa pra Natal, teremos uma nova e promissora realidade. Uma hora, no turismo é admitida como uma distância de viagem bastante razoável para se visitar uma cidade até por um dia.

Centro de Convenções – Acha que “devemos lutar para inserir João Pessoa como uma sub sede, já que está entre duas cidades sedes. Até porque nas duas viagens as pessoas irão passar pelo litoral. Então os mais de 100 quilômetros do Litoral da Paraíba será uma viagem de lazer, desfrute e conhecimento do Estado. É uma nova forma de olhar a BR101.

 Sobre o Centro de Convenções garantiu que “é transformador do turismo da Paraíba que, hoje, vive do turista que vem em busca de sol e praia. A partir de um equipamento como o Centro de Convenções, feiras, espaços para eventos, podemos dizer que o Estado terá recursos que atrairão novos fluxos turísticos diferenciados porque o turista de eventos tem uma permanência maior e ocupa os hotéis no período da baixa estação e é um turista de mais alto consumo”.

E para esse novo momento do Turismo na Paraíba, concluiu Anya, “é muito importante a retomada das obras do Polo Cabo Branco, que estabelece uma área de desenvolvimento turístico nova. Foi um investimento inicial do Governador José Maranhão, com recursos do Prodetur Nordeste e depois ficou sem a devida alavancagem. Agora, com o Centro de Convenções construído lá há de haver novos investimentos de hotéis, em equipamentos de lazer, de entretenimento, comércio e shoppings. Ou seja, é um novo pólo alavancador de negócios.     

Repercussão – A iniciativa do Secretário Edivaldo Nóbrega de trazer Anya Ribeiro para participar de uma reunião com os técnicos do Governo e entidades ligadas à área do Turismo, no início da semana, foi elogiada pela maioria dos que participaram do evento.
Para Rodrigo Freire, presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), “a reunião foi extremamente produtiva, porque pela primeira vez a gente consegue reunir o trade turístico e o Governo do Estado, para consolidar esse novo plano turístico da Paraíba, a partir de uma atualização do que foi iniciado ainda no Governo Maranhão anterior, para que possamos colocar em prática de forma mais sistêmica, mais organizada, as ações de desenvolvimento do Turismo da Paraíba”.

Ferdinando Lucena, gestor executivo do Convention Bureau de João Pessoa, avalia que “a reunião é muito positiva, uma vez que a consultora Anya Ribeiro é uma profissional extremamente competente e vem somar esforços com a equipe do Governo no sentido de continuar a execução do Plano de Desenvolvimento do Turismo da Paraíba, iniciado em 2000 e que agora se concretiza com novas fases do projeto para os próximos anos. O Convention acredita que é uma iniciativa extremamente importante do Governo da Paraíba em colocar em prática ações que já vinham sendo anunciadas”.

Regina Amorim, gestora de Turismo do Sebrae, disse que “inicialmente, parabenizo o secretário Edivaldo Nóbrega pela iniciativa da reunião com a participação de uma pessoa que é competente e conhece a Paraíba depois de viajar por quase todo Estado descobrindo as nossas potencialidades turísticas, os nossos roteiros temáticos segmentados, com a visão de que mesmo estando agindo integradamente precisamos de um consultor técnico que faça todas as entidades colaborarem na força tarefa, com o mesmo objetivo e plano de trabalho, para que a gente possa obter resultados mais rápidos, mesmo com a Paraíba já tendo evoluído muito”.

Já Mariana Coelho, diretora executiva da Secretaria de Turismo de Campina Grande, acha que “a importância primordial dessa reunião é verificar o Turismo da Paraíba ser tratado de maneira profissional. A gente chamar quem entende verdadeiramente do assunto e colocar na mesa as nossas demandas e nossos gargalos, para que junto com ela a gente debata quais são as soluções e o que se pode tirar de proveitoso para a Paraíba como um todo”.

O presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagem Seccional da Paraíba (Abav-PB), Beto Brunett, avalia que “na realidade formamos uma equipe técnica de várias áreas e já estávamos elaborando um mapa dos anseios e necessidades, para o desenvolvimento do turismo no Estado. E Anya, na realidade, vem agregar conhecimento e emplacar inovações que ela mesmo já tinha relacionado na Paraíba, desde 2000, em projeto realizado em parceria com o Sebrae. Agora é aplicar na prática nessa nova realidade promissora que vive o setor na Paraíba, nessa gestão do secretário Edivaldo Nóbrega”.  

Edson Verber, da Assessoria de Imprensa do Turismo e Desenvolvimento Econômico