Fale Conosco

4 de junho de 2014

Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradas



sergio cavalcanti ascom SEE 61 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasAções como alargamento de parte da via, remanejamento da infraestrutura das concessionárias públicas e instalação de muro de arrimo já estão sendo realizadas na avenida Cruz das Armas. Os trabalhos de duplicação estão adiantados e metade das desapropriações de imóveis também foi concluída. O projeto do Governo do Estado inclui ainda recapeamento asfáltico e sinalização de todo corredor. O investimento total é de R$ 6,6 milhões com recursos próprios, dentro do Programa Caminhos da Paraíba. O objetivo é a melhoria da mobilidade urbana.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado da Paraíba (DER-PB), atualmente, os trabalhos estão concentrados na duplicação do trecho que fica entre a rua Coronel Adolfo Massa e o Viaduto Oitizeiro. O diretor de Obras do DER-PB, Hélio Paredes Cunha Lima, explicou que os serviços estão voltados no momento para o remanejamento da infraestrutura das concessionárias públicas e a desapropriação de imóveis. “Estamos remanejando as linhas de transmissão e da rede de energia, água e esgoto. Também está em andamento a desapropriação de cerca de 50 imóveis, incluindo casas e pontos comerciais. Mais da metade deles já foi desapropriado”, calculou.

sergio cavalcanti ascom SEE 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasAinda segundo Hélio Cunha Lima, o governo teve que esperar a regularização de imóveis que estavam sem documentação atualizada. “É regra antiga da cidade o fato de muitos proprietários terem documentação, pois muitas vezes são casas de herdeiros. Para poder fazer a desapropriação das casas, elas tiveram que ser regularizadas. Mas este problema já está sendo resolvido”, garantiu.

O Mercado Público de Oitizeiro foi outro local que precisou de uma atenção especial do Governo do Estado. Por ser um espaço administrado pelo município, a relocação de alguns boxes está em negociação com a Prefeitura da Capital, como ressaltou o diretor de Planejamento do DER-PB, José Arnaldo de Souza Lima. “A liberação da área que fica em frente ao Mercado de Oitizeiro está sendo resolvida, porque as barracas precisam ser removidas para fazermos a duplicação. Essa parte já estamos tratando com a Prefeitura”, informou.

sergio cavalcanti ascom SEE 4 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasApós a desapropriação de todos os imóveis e barracas do mercado, o próximo passo é o alargamento do lado esquerdo da avenida. Em seguida, será definido o canteiro central da via e implantada a sinalização. Só com a duplicação desse trecho, que fica entre a rua Coronel Adolfo Massa e o Viaduto Oitizeiro, o recapeamento geral da avenida Cruz das Armas poderá ser realizado. Esse trabalho seguirá desde o Viaduto de Oitizeiro até a parte da via que já era duplicada (entre a Coronel Adolfo Massa e a Praça Simeão Leal, no acesso ao bairro de Jaguaribe).

Com relação aos serviços e ações já concluídos podemos citar o alargamento e asfalto de parte da via que receberá a duplicação, no sentido centro-bairro (à direita) para receber revestimento. Um muro de arrimo, instalado no trecho que fica em frente ao MRV Engenharia também pode ser visto por quem passa na avenida.

sergio cavalcanti ascom SEE 9 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasAlém dos R$ 5,6 milhões da obra de intervenção em todos os 4 km da Avenida Cruz das Armas (duplicação e recapeamento), outro valor de R$ 1 milhão deve ser gasto na desapropriação de imóveis e no remanejamento da infraestrutura das concessionárias públicas.

Etapas – A intervenção estadual na Avenida Cruz das Armas inclui duas etapas. Uma delas é o trabalho de duplicação da via, no trecho que fica entre a rua Coronel Adolfo Massa e o Viaduto Oitizeiro, totalizando 1,5 km de avenida.

sergio cavalcanti ascom SEE 5 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasA outra fase da intervenção na avenida Cruz das Armas diz respeito ao recapeamento asfáltico e sinalização (vertical e horizontal) do trecho da via que já era duplicado e fica entre a Praça Simeão Leal e a avenida Coronel Adolfo Massa. Nele, são mais 2,5 km de extensão.

Depois de concluído o projeto, a avenida passará a ter duas pistas de sete metros de largura, além de um canteiro central de 1 metro. A dimensão das calçadas terá variações em todo o corredor. Atualmente, a Avenida Cruz das Armas tem um tráfego de 20 mil veículos por dia.

sergio cavalcanti ascom SEE 7 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasExpectativa – Iza Ribeiro, de 43 anos de idade, é comerciante e vê nas obras da Avenida Cruz das Armas a possibilidade do bairro evitar o caos no trânsito, especialmente nos dias e horários de maior fluxo. “Realmente, vai desafogar o trânsito porque no dia de domingo é horrível, a avenida fica muito apertada e um verdadeiro caos. E isso é bom também para nós comerciantes”, previu. “Além disso, é um benefício não só para os moradores do bairro, mas para a população da cidade, porque a imagem da entrada de João Pessoa ficará bem melhor”, lembrou.

Os moradores mais antigos de Cruz das Armas também comemoram a chegada do projeto de duplicação. Esse é o caso do comerciante Manoel Honório, de 64 anos de idade, que há 50 anos reside e comercializa na região. “Qualquer melhoria que fizesse a favor dessa avenida já é uma melhora, porque nas sextas-feiras, por exemplo, é um dia muito complicado, assim como aos sábados e domingos, por causa da feira. A duplicação, com o canteiro no meio, vai impedir que veículos inventem de fazer contorno no meio da pista, evitando assim acidentes”, comentou.

sergio cavalcanti ascom SEE 12 270x202 - Ações para duplicação da Avenida Cruz das Armas estão aceleradasOs acidentes que ocorrem constantemente na avenida Cruz das Armas também preocupam Maria do Rosário Sales, 65, proprietária de uma banca de temperos no mercado do bairro. Para ela, os investimentos do Governo do Estado na região deverão frear a incidência de mortos e feridos no trânsito da via. “Acredito que essa obra, primeiramente, vai dar mais organização para quem vive se movimentando nessa pista. Quase todo dia tem acidente aqui. É carro batendo em moto, é moto batendo em pessoas o tempo todo. Ontem mesmo aconteceram dois acidentes”, testemunhou. “Além de causar mortes e ferimentos, esses acidentes ainda deixam o trânsito mais lento”, observou.

Investimentos na Região Metropolitana – A intervenção na Avenida Cruz das Armas faz parte das obras de mobilidade urbana da Região Metropolitana de João Pessoa, como explicou o diretor de Planejamento do DER-PB, José Arnaldo de Souza Lima. “Temos ainda uma obra do Viaduto do Geisel, a ser iniciada, além de duas passarelas na BR-230, que beneficiarão as comunidades de Boa Esperança e Renascer. Estão também em andamento o Trevo de Mangabeira e a Perimetral Sul. Um outro trabalho já foi concluído, que é o binário de Bayeux”, enumerou. “São R$ 75 milhões de investimentos. Desses, metade dos R$ 31 milhões do Viaduto do Geisel é do Governo Federal e o restante é todo do Governo do Estado”, contabilizou.

José Arnaldo de Souza Lima lembrou também que não apenas a Grande João Pessoa, mas outras regiões do Estado, polarizadas por cidades populosas, foram beneficiadas com ações de mobilidade urbana, dentro do Programa Caminhos da Paraíba. Entre elas estão Campina Grande, Patos e Cajazeiras.