Fale Conosco

11 de fevereiro de 2010

Obras do Centro de Convenções estão em ritmo adiantado



Uma visita técnica realizada ao canteiro de obras do Centro de Convenções da Paraíba, pela arquiteta Isabel Caminha, acompanhada pelo superintendente da Suplan, Gilson Frade, permitiu conferir o andamento da obra na fase de serviços de terraplanagem e escavação das fundações para construção do Centro de Feiras, uma área coberta com 15.000 m², onde podem ser realizados quatro eventos simultaneamente. Ela constatou que o ritmo está adiantado.

Nesta visita, houve troca de informações e orientações para o detalhamento do projeto executivo, pois, como autora do projeto arquitetônico, Isabel Caminha, pode explicar, toda a concepção do Centro de Convenções, dos módulos criados e da relação do empreendimento com o meio ambiente. Segundo ela, o Centro de Feiras não vai necessitar de climatização, porque a altura do teto (a 12 metros do chão), em formato Venturini, vai fazer o aproveitamento da ventilação natural, com o ar frio entrando por baixo e o ar quente saindo por cima.
    
A arquiteta disse que o Centro de Feiras está situado em posição perpendicular ao mar e as suas laterais, com alvenaria de seis metros, receberá a ventilação natural, não havendo nenhuma barreira que impeça essa circulação do ar. Outro aspecto destacado foi o Mirante, que tem um restaurante a sete metros do chão e no alto dos 54 metros, o local de observação da paisagem. Os estacionamentos – com 2.000 vagas para carros – terão alamedas formadas por plantas oriundas da Mata Atlântica, o que contribuirá também para a ventilação.

Na visita realizada na última terça-feira, também estava presente o diretor técnico da Suplan Alberto da Matta Ribeira, além do engenheiro responsável pela fiscalização do empreendimento. Não há previsão para a execução do Teatro nem do Auditório.

Naná Garcez, da Secom