Fale Conosco

5 de junho de 2013

Obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário do Altiplano estão em ritmo acelerado



O sistema de esgotamento sanitário do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa, está 75% concluído. A informação é do presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Deusdete Queiroga. Ele destacou que estão sendo investidos na obra cerca de R$ 4,6 milhões, provenientes de parceria entre os governos Estadual e Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

De acordo com o engenheiro Luciano Nóbrega, gerente Executivo de Obras da Cagepa, estão em andamento no Altiplano os serviços de implantação de 7.180,5 m de redes coletoras e execução de 858 ligações domiciliares. “Já concluímos a estação elevatória de esgotos e implantamos quase 600 m de emissários de recalque. Parte do bairro já foi contemplada com rede coletora e ligações domiciliares, das quais 50% já estão em funcionamento. O que resta entrará em funcionamento com a conclusão dos serviços, que estão em pleno andamento”, observou.

Luciano Nóbrega destacou a importância das obras para o bairro. “O esgoto que antes era depositado em fossas ou lançado para o Rio Jaguaribe, passará a ser todo levado para as lagoas de tratamento da Cagepa. O ganho é social e ambiental”, afirmou o gerente, acrescentando que com a conclusão dos trabalhos o bairro do Altiplano passará a ter 100% de cobertura de esgotamento sanitário.

A comerciante Julianne Amorim, moradora do Altiplano, comemorou a informação. “Fico feliz em saber que teremos saneamento aqui ainda este ano. Nossa saúde só agradece”, enfatizou.

Cidade Verde – Também estão em ritmo acelerado as obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário no conjunto Cidade Verde-Mangabeira e no Polo Turístico, em João Pessoa. Segundo Luciano Nóbrega, mais de R$ 23,7 milhões estão sendo investidos no projeto, com recursos exclusivos do Governo do Estado. Ele destacou que mais de 41 mil pessoas serão beneficiadas com os serviços.

As obras no Cidade Verde e Polo Turístico, de acordo com o gerente da Cagepa, consistem na implantação de 64.608,76 m de rede coletora, 8.259 ligações domiciliares, duas estações elevatórias, 3.559 m de emissário de gravidade, 2.242 m de emissário de recalque e 3.011 m de interceptores. “Essa obra de grande porte demanda mais tempo, mas estamos trabalhando com 10 frentes de serviço simultaneamente para terminá-la o quanto antes”, garantiu Luciano Nóbrega.