João Pessoa
Feed de Notícias

Obras beneficiarão 12 municípios paraibanos na primeira fase

segunda-feira, 21 de junho de 2010 - 11:21 - Fotos: 
A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) enviou 13 cartas-proposta com o escopo de projetos para implantação e ampliação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário para o Ministério das Cidades. Como resultado, garantiu o aporte de recursos federais para o Estado da ordem de R$ 407 milhões para a execução de obras que beneficiarão 12 municípios paraibanos na primeira fase do Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC II), que prevê recursos para atender cidades com mais de 70 mil habitantes.
             
Segundo o diretor de Expansão da Cagepa, Alberto Gomes Batista, todos os projetos necessários para tocar os trabalhos já estão prontos. “Um dos pré-requisitos para a aprovação dos projetos é o prazo de envio; quando o governo Maranhão assumiu, o Governo Federal já falava no PAC II, e a nova diretoria começou a elaboração dos projetos para que no momento oportuno nós estivéssemos prontos para atender às exigências do Ministério das Cidades”, afirmou o engenheiro.
              
Para ele, a boa reputação da Paraíba no ritmo de execução das obras do PAC I, que colocou o Estado em primeiro lugar entre todos os estados brasileiros, credencia o mesmo a captar recursos de projetos futuros do Governo Federal destinados a programas de saneamento básico. Alberto ressalta que “o começo de tudo está na elaboração dos projetos; não adianta colocar apenas a vontade em jogo. A competência de um corpo técnico de engenheiros como os que atuam na Cagepa faz toda a diferença”.

Qualidade de vida e Saúde Pública

Os investimentos feitos em obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário têm reflexo direto no Índice de Desenvolvimento Humano da população. Segundo o diretor, a meta do governo Maranhão é a universalização dos serviços relacionados ao saneamento básico. “Estes investimentos são totalmente voltados para a melhoria da qualidade de vida dos paraibanos e da Saúde Pública do Estado. Todas as ações executadas no atual governo apontam para essa prioridade”, destacou Alberto.

           
Ele adianta que a Cagepa já está elaborando os projetos da segunda fase do PAC II, que será voltada para os municípios com menos de 70 mil habitantes. “Durante essa etapa, é importante que os prefeitos procurem a Cagepa para que a empresa forneça subsídios na elaboração e execução dos projetos para as suas cidades”, salientou.

Os projetos

O montante de investimentos, segundo os valores previstos nos projetos, é de R$ 407 milhões, dentre os quais R$ 172,7 milhões são destinados às obras de esgotamento sanitário, R$ 216,9 milhões para serviços de implantação e ampliação de sistemas de abastecimento de água, R$ e 16,8 para obras de saneamento integrado, ou seja, que englobam sistemas de água e esgoto.
          
Entre os projetos, destacam-se a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro do Bessa, que irá abranger os 30% da população do bairro, ainda não atendidas com rede coletora de esgotos e a reforma da Estação de Tratamento de Água de Gramame, ampliando sua capacidade de vazão para 1,917 litros por segundo. Na opinião de Alberto, “essas melhorias irão gerar benefícios imediatos na economia de energia elétrica e de produtos químicos, além de diminuir o desperdício durante o processo de produção”.

1.    Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário do Valentina Figueiredo e adjacências (Seixas/Penha, José Américo, Colibris e Água Fria). Valor: R$ 36 milhões;
2.    Sistemas de Esgotamento Sanitário do Bessa, Costa e Silva, Funcionários e João Paulo II, além de nova Estação de Tratamento de Esgotos no bairro do Róger. Valor: R$ 74 milhões;
3.    Sistema de Esgotamento Sanitário do Cristo e periferia sul de João Pessoa (margem direita do Cuiá). Valor: 38,5 milhões;
4.    Implantação do Sistema de Abastecimento de Água do Bairro Jardim Esther e Cidade Jardim. Valor: R$ 17 milhões;
5.    Reforma e ampliação da ETA Gramame. Valor: R$ 52,3 milhões;
6.    Substituição de aproximadamente 300 km de tubulação de amianto em João Pessoa. Valor: R$ 36 milhões;
7.    Ampliação do Sistema Adutor de Campina Grande, beneficiando os municípios de Campina Grande, Queimadas, Lagoa Seca, Alagoa Nova, Barra de Santana, Caturité, Matinhas, Pocinhos e os distritos de Galante e São José da Mata. Valor: R$ 65,5 milhões.
8.    Ampliação do Sistema de Abastecimento de Água de Santa Rita (Tibiri II e Eitel Santiago), com melhorias na captação e a construção de nova adutora até o reservatório de Tibiri II. Valor: R$ 10,5 milhões;
9.    Implantação de barragem de nível no manancial Tibirizinho (Santa Rita). Valor: R$ 1,4 milhão;
10.    Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Bayeux, com conclusão do Interceptor, beneficiando os bairros Aeroporto e Sanhauá III. Valor: R$ 24 milhões
11.    Ampliação e melhoria do Sistema de Abastecimento de Água de Bayeux, aumentando a vazão para o município. Valor: R$ 6,3 milhões;
12.    Ampliação e melhoria do Sistema de Abastecimento de Água no município de Patos. Valor: R$ 27,5 milhões.
13.    Implantação de rede de abastecimento de água e rede coletora de esgotos para os loteamentos Pedro Gondim I e II, em Campina Grande (saneamento integrado).

Da Assessoria de Imprensa da Cagepa