João Pessoa
Feed de Notícias

O objetivo é estimular a doação de sangue para o período do carnaval

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 - 15:04 - Fotos: 

O Hemocentro da Paraíba realizou, na manhã desta terça-feira (9), o ‘Dia D’ da campanha para estimular a doação de sangue para o Carnaval. Com o título ‘O bloco da vida já está na avenida’, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) quer, com esta mobilização, manter regular o estoque de sangue durante os festejos de momo. Neste período, aumenta a demanda de pacientes precisando de sangue em decorrência, principalmente, do aumento dos acidentes automobilísticos.

Durante toda a manhã desta terça-feira uma equipe de profissionais do Hemocentro ficou em frente ao prédio e com um carro de som e a ajuda de integrantes dos blocos Muriçocas do Miramar, Picolé de Manga e Amoringa dos Bancários que foram ao local com os estandartes das agremiações convidavam as pessoas que passavam pelo local a doarem sangue. O trânsito também foi interrompido, os carros eram parados e os passageiros recebiam material educativo.

Mesmo com a realização do ‘Dia D’ a gerente de Ações Estratégicas do Hemocentro, Vânia Pereira, afirmou que a campanha continua e a população pode procurar os Hemocentros de João Pessoa e Campina Grande, além dos hemonúcleos no interior do Estado para fazerem a sua doação de sangue. “O que a gente quer com essa campanha é chamar a atenção das pessoas para a importância do ato de doar sangue e, com isso, conseguir novos doadores”, explicou Vânia Pereira.

A expectativa é, que durante o período de carnaval, não só os doadores assíduos, mas outras pessoas atendam ao chamado e compareçam para fazer sua doação. No Hemocentro de Campina Grande e nos hemonúcleos do interior, a programação para o período de carnaval ficará a cargo de cada unidade de saúde. “Pedimos às pessoas, independentes de serem ou não doadoras, que antes de caírem na folia, procurem o Hemocentro em João Pessoa ou as outras unidades no interior do Estado e façam seu gesto de solidariedade e amor ao próximo, doando sangue e, com isso, ajudem a salvar vidas”, disse Patrícia Freitas, diretora-geral do Hemocentro.

Ela afirmou que em todo Estado cerca 8,5 mil pessoas são doadoras. Para ser doador, a pessoa precisa ter idade de 18 a 65 anos, estar com peso acima de 50 kg, não tomar remédio controlado, não ter ingerido bebida alcoólica até 24 horas antes da doação e estar gozando de boa saúde. Todo o material coletado passa por exames de sífilis, HIV, hepatite B e C, entre outros. Todo o material usado na coleta é descartável.
 

Assessoria de Imprensa da SES/PB