João Pessoa
Feed de Notícias

O Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa atende por mês cerca de seis mil pessoas, oriundas

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 - 15:45 - Fotos: 

Em visita na tarde desta quarta-feira (20) ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), a promotora da Saúde, Maria das Graças Azevedo, definiu como satisfatório o atendimento na unidade, mesmo com o número de pacientes em excesso. “O hospital está realmente trabalhando com um certo limite de pacientes, mas com muita tranqüilidade. Me surpreendi com a criatividade para atender os pacientes da melhor maneira possível e com sua equipe médica”, definiu a promotora.

Segundo ela, a visita teve um caráter de rotina. Porém, o objetivo principal foi verificar se o hospital está preparado para receber os turistas nesta alta estação e também para o Carnaval. “Estamos satisfeitos com o que vimos. Nós estamos aqui para melhorar ainda mais o serviço do hospital, pois se trata de um hospital referência a nível estadual. Estamos no momento com várias clínicas sem prestar atendimento para o SUS, e esse é um motivo para o aumento dessa demanda, além disso, muitos pacientes que procuram o hospital não estão dentro do perfil de atendimento”, observou Maria das Graças.

A diretora Técnica do Hospital de Trauma,  Aleuda Nágila, e a chefe de Divisão de Ações Estratégicas do HT, Lisieux Andrade, apresentaram o Hospital a promotora. A equipe constatou o atendimento realizado na Emergência e Urgência e também nas enfermarias. Além do corpo clínico, a promotora da saúde verificou as condições físicas e estruturais dos setores, material médico-hospitalar, assim como o suporte aos pacientes.

“Foi com muita satisfação que recebemos a visita da Dra. Maria das Graças para verificar como estava sendo a assistência do hospital de Emergência e Trauma. Ela constatou que estamos com uma demanda maior do que a nossa capacidade instalada, mas que mesmo assim todas as necessidades e todas as outras ações estão acontecendo de uma forma tranqüila, dentro de uma responsabilidade de um ato de assistência ao paciente. A promotora constatou que o paciente está tendo toda  assistência, todos os insumos estão sendo dados e que a equipe de profissionais está dentro do quantitativo ideal”, frisou  Aleuda.
 
Número de atendimentos aumentou em mais de 50%

De acordo com a diretora Técnica, foi observado que o número de atendimentos no HT aumentou em mais de 50% da capacidade instalada do último fim de semana até hoje. Muitos desses pacientes não estão dentro do perfil do hospital, que é de emergência e urgência. “Tem paciente que está aqui no trauma e não faz parte do nosso perfil, e isso acaba dificultando toda a outra assistência com a qualidade e a dignidade que nós nos propomos como gestão no controle e no cuidado aos pacientes graves. Dentro de um planejamento emergencial que nós fizemos, tudo está acontecendo com tranqüilidade, constatado pela curadora in loco. Mas esperamos que essa visita  também chame a  atenção de todas as autoridades da saúde pra ver onde está o nó, para que haja um consenso, se pactuem para que cada um assuma sua responsabilidade”, destacou a diretora do Trauma.

Estrutura- O Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa atende por mês em média, cerca de seis mil pessoas. Para que o paciente tenha todo o suporte necessário para a sua recuperação, a unidade funciona com uma equipe multiprofissional formada por 150 pessoas, que se revezam em plantões de 12 horas. São 42 médicos que desempenham suas atividades em 24 especialidades, dentre as quais: ortopedia, cirurgia geral, urologia, anestesiologia, cirurgia de buco-maxilo-facial, pediatria, cardiologia, cirurgia plástica, neurologia, oftalmologia e otorrinolaringologia. A equipe se completa com o suporte da fisioterapia, psicologia, enfermagem, nutrição, farmácia e serviço social. Além do atendimento especializado de Urgência e Emergência, o Hospital também é referência no socorro às vítimas de queimaduras, onde possui o setor de Unidade de Terapia de Queimados (UTQ).

O centro cirúrgico possui seis salas e a Unidade de recuperação pós-anestésica (URPA). O Hospital é estruturado ainda com um Centro de diagnóstico e Laboratório próprio de Análises Clínicas com aparelhos de última geração. Nesse suporte de atendimento, o Trauma dispõe ainda de uma UTI Móvel totalmente equipada e é o único do Estado com um heliporto para receber ou encaminhar pacientes.

 

Da Assessoria de Imprensa do HETSHL