João Pessoa
Feed de Notícias

O Estado possui 20 Creas regionais e coordena ações de 22 Creas municipais.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 - 15:56 - Fotos: 

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano ( SEDH), Giucélia Figueiredo, nomeou nesta terça-feira (2) os 104 profissionais selecionados no Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de vagas nos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano. O Estado possui 20 Creas regionais e coordena ações de 22 Creas municipais.

O evento de nomeação ocorreu no auditório da Federação do Comércio, no Centro, durante um ciclo de palestras sobre Políticas Públicas da Assistência Social. Dos  465 inscritos,  244 pessoas foram selecionadas e 104 conseguiram atingir os critérios publicados em edital. A seleção foi feita pela Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep).

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Giucélia Figueiredo, disse que os contratos dos CREAS eram renovados por trimestre na gestão anterior e o governo José Maranhão resolveu dar mais garantias aos contratados realizando processo simplificado com contratação anual podendo ser renovado por mais um ano. “Estamos seguindo determinações legais e evitando interrupções no serviço que atende uma demanda de crianças, mulheres e idosos que tiveram seus direitos violados”, disse Giucélia.

O contrato de trabalho terá validade de 12 meses, a contar da data da assinatura do contrato individual, podendo ser prorrogado por igual período. A carga horária será de 40 horas semanais e a remuneração prevista no edital será de R$ 1.300,00 para todas as vagas oferecidas.                    

Foram oferecidas 21 vagas para advogado, 21 para assistente social, 41 para Educador Social e 21 vagas para psicólogos. Os Creas prestam serviços especializados e continuados às famílias com crianças e adolescentes, mulheres, idosos em situação de risco social ou pessoal. Os atendimentos são de enfrentamento à violência, ao abuso sexual e a exploração sexual e de pessoas que tenham os direitos violados. Em 2009, o número de atendimentos chegou a 5.505 pessoas.

A coordenadora do Programa de Políticas Públicas para Mulheres, Douraci Vieira, participou do ciclo de palestras com os novos contratados sobre quais as políticas públicas discutidas no Estado para mulheres e o atendimento nos CREAS.

As palestras sobre políticas públicas para crianças e adolescentes e Benefício da Prestação Continuada para Idosos e Portador de Deficiência foram abordadas pelo técnico da ONG Concerne Universal, Hildevânio Macêdo, e pela técnica da SEDH, Maria Ivonete Morais.

Janaína Araújo, da Assessoria de Imprensa da SEDH