Fale Conosco

7 de dezembro de 2012

Números apontam redução de 80% nas explosões a caixas eletrônicos na Paraíba



O número de roubos e furtos a caixas eletrônicos com uso de explosivos diminuiu 80% na Paraíba. Os dados foram apresentados pelo diretor de segurança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Oscar Viotto, durante a 35ª reunião do Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consene) realizada nesta sexta-feira (7) no Hotel Village, em João Pessoa.

Segundo Viotto, enquanto que em 2011 foram registrados 104 casos de ataques a caixas eletrônicos, este ano foram 19 até o mês de novembro.  A queda também ocorreu nos estados de Pernambuco (de 87 para 7) e Bahia (de 46 para 33). Em todo o Nordeste, a diminuição foi de 308 ocorrências,  no ano passado, para 164 em 2012.

Durante a apresentação, Viotto explicou que para combater as ações dos criminosos, a Febraban criou um grupo de trabalho específico para discutir assuntos referentes a essas ocorrências, passou a ter reuniões periódicas com o Banco Central para normatizar a destruição do cédulas como consequência das explosões, e ainda teve reuniões com o Ministério do Exército e Polícia Federal para integração com as polícias estaduais.

“É importante a sinergia entre os Estados do Nordeste e somente o trabalho conjunto vai permitir o combate a esse tipo de ocorrência”, relatou o representante da Febraban.

“Precisamos melhorar a articulação entre instituições financeiras e polícias. Contamos com apoio dos bancos efetivamente para a construção de estratégias de combate a esse tipo de crime”, frisou o secretário da Segurança e da Defesa Social da Paraíba e vice-presidente do Consene, Cláudio Lima.

Programação – Durante a manhã, as autoridades presentes ainda puderam conferir a palestra do consultor em Segurança Pública, Léo Glesser, da International Security & Defese Systems de Israel.

À tarde, o Consene fez uma apresentação sobre Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará, apresentada pelo delegado de Polícia Federal Servilho Paiva; e ‘Perícia envolvendo artefatos explosivos’, com o perito criminal federal Eduardo Toledo.

O evento será encerrado com a demonstração do ‘Modelo de Metodologia de Análise Criminal da Paraíba’, pelo capitão da Polícia Militar Vinícius Lima, do Núcleo de Análise Criminal da Secretaria da Segurança e da Defesa Social do Estado. O evento reúne autoridades de segurança dos nove Estados nordestinos entre secretários, comandantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, delegados gerais de Polícia Civil, superintendentes das polícias Federal e Rodoviária Federal.