Fale Conosco

9 de agosto de 2012

Número de homicídios na Paraíba cai 6,2% no primeiro semestre de 2012



A Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) da Paraíba registrou queda de 6,2% no número de homicídios, no primeiro semestre de 2012, em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto em 2011 ocorreram 843 casos, este ano foram 53 a menos, ou seja, 790 crimes. São classificados como Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) o homicídio doloso e demais crimes violentos e dolosos que resultem em morte, a exemplo de latrocínio, estupro seguido de morte, entre outros.

“Ainda temos um longo caminho pela frente, mas os primeiros resultados começam a aparecer. A escalada criminosa vinha crescendo nos últimos dez anos e conseguimos uma desaceleração. No primeiro semestre deste ano, contabilizamos a redução de 6,2% de CVLI em todo o Estado e resultados ainda melhores em alguns municípios”, explica o secretário de Estado da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima.

De acordo com o secretário, entre 2009 e 2010, o índice de homicídios no Estado cresceu quase 25%. A curva criminal ascendente começou a ser quebrada entre 2010 e 2011, quando houve a redução do crescimento nos casos de CVLI de 7,49%.

Entre as ações que motivaram a queda está o reforço das operações policiais (foram mais de 100 em dezenove meses de gestão), feitas conjuntamente pelas policias Civil e Militar. “Temos investido cada vez em inteligência policial para uma repressão qualificada da criminalidade. Também apostamos na integração entre as polícias e outros órgãos fundamentais, a exemplo do Ministério Público e Poder Judiciário”, disse o secretário.

O município de Catolé do Rocha, Sertão paraibano, teve uma das maiores reduções de casos de homicídios no Estado. No primeiro semestre deste ano foram registradas duas mortes violentas. Enquanto em 2011 foram nove casos, o que significa uma redução de 77,8%.

Também no Sertão paraibano, o município de Sousa apresentou uma redução de 69% no número de homicídios no semestre. “No ano passado foi criado na regional da cidade um Grupo Tático Especial (GTE), que contribuiu muito não só para a diminuição dos casos de CVLI, mas para a redução de outros crimes. Em todos os casos de homicídios registrados no semestre, os suspeitos foram presos”, destacou o titular da 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), Gilson Teles.

No Agreste paraibano, a redução também foi observada. O município de Itabaiana, por exemplo, apresentou queda de 71,4% dos casos de CVLI no semestre. Campina Grande, por sua vez, teve uma diminuição de 4,2%. Outra cidade do Agreste na qual se registrou redução nos índices foi Queimadas, onde aconteceu uma queda de 55,6%.

Na Zona da Mata paraibana, o município de Rio Tinto, no Litoral Norte, apresentou uma redução de 33,3%; Pedras de Fogo, no Litoral Sul, teve uma queda de CVLI de 28,6%. Sapé, por sua vez, registrou redução de 53,3%.

Região Metropolitana – Todos os municípios da Região Metropolitana de João Pessoa, com exceção de Santa Rita, apresentaram redução no número de homicídios.  Na capital paraibana, a queda foi de 12%.  Em 2011 foram 322 crimes e este ano 283, no comparativo do 1º semestre. A maior redução aconteceu em Cabedelo, com queda de 26% se comparado ao primeiro semestre do ano anterior. Em Bayeux, a diminuição foi de 16%.

“Santa Rita tem recebido atenção especial da Polícia da Paraíba para que os índices criminais também sejam reduzidos como vem acontecendo na maior parte do Estado. No município estão sendo realizadas reuniões mensais de monitoramento com a presença de representantes do Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública, nas quais estabelecemos estratégias de combate à criminalidade”, explicou o secretário Cláudio Lima.