Fale Conosco

13 de julho de 2009

Novo dirigente da Empasa quer modernizar estrutura



O Conselho Técnico Administrativo da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) vai empossar nesta terça-feira (14), às 9h, no cargo de diretor presidente da estatal, o administrador de empresas Germano de Azevêdo Targino. A solenidade acontecerá no bloco da diretoria na sede da empresa (ex-Ceasa), no Cristo Redentor, e contará com a presença de políticos, autoridades, representantes de entidades de classe, entre outros.

O novo presidente da Empasa é natural de João Pessoa e tem formação em administração de empresas pela Universidade Potiguar do Rio Grande do Norte. Ele participou ainda de cursos na área de administração pública, com especialidade em orçamento participativo e gestão financeira, realizados em Brasília (DF).

Germano Targino desempenhou diversas atividades, entre elas a de assessor parlamentar da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte no período de 1994 a 1995; secretário adjunto da Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte durante dois anos; exerceu o cargo de secretário executivo da presidência da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, e foi prefeito do município de Lagoa D’Anta (RN) por dois mandatos, o primeiro de janeiro/96 a dezembro/2000, e o último de janeiro/2001 a dezembro/2004.

Modernização – No sentido de cumprir determinações do governador José Maranhão, ele disse que como presidente da Empasa vai utilizar sua experiência como administrador focado na área de gestão, a fim de modernizar a estrutura das centrais de abastecimento em João Pessoa, Campina Grande e Agrocentro de Patos, iniciando pelo sistema de controle do tráfego de transportes com hortifruti e outros produtos que passam pelos entrepostos, além da implantação de novas ferramentas de trabalho para incrementar o controle, faturamento e arrecadação. “Isso vai permitir uma maior transparência de todos os produtos que dão entrada, além da movimentação financeira gerada”, destacou.

Germano Targino disse que nos primeiros dias de sua gestão pretende fazer um levantamento das deficiências e dos gargalos que emperram o crescimento da estatal. “Para isso, vamos procurar as parcerias ou até mesmo ampliar o que já foi feito neste sentido para buscar recursos, principalmente, com a participação e colaboração da secretaria estadual do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca”, lembrou.

Da Assessoria de Imprensa da Empasa