João Pessoa
Feed de Notícias

Novembro Azul: SES-PB promove palestra sobre saúde bucal para servidores da sede

sexta-feira, 25 de novembro de 2016 - 19:19 - Fotos:  Ricardo Puppe/Secom Pb

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), por meio da Área Técnica de Saúde do Homem, ofereceu, na manhã desta sexta-feira (25), uma palestra sobre saúde bucal para os servidores da sede, no bairro da Torre, em João Pessoa. A ação, que aconteceu em parceria com o Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat), integra as atividades programadas para o Novembro Azul, iniciadas no dia 1º e que seguem até o final do mês. Trata-se de uma articulação com as Gerências Regionais de Saúde, serviços de saúde e municípios, buscando estimular o incentivo ao autocuidado da população masculina e adoção de hábitos saudáveis.

“Nossa equipe planejou uma série de atividades para este mês, enfatizando a todos os homens a importância de cuidar da saúde de maneira integral. Neste evento pontual, abordamos este assunto tão sério que é a saúde bucal. Muitos homens não priorizam questões relacionadas à saúde da boca, como a higiene, que é fundamental”, informou o coordenador da Área Técnica da Saúde do Homem na SES-PB, Hélio Soares.

Ainda de acordo com Hélio, várias bactérias que surgem na boca podem causar doenças, a exemplo do câncer bucal. “A saúde começa pela boca! Nossa intenção nesta ação foi fazer uma roda de conversa, tirar dúvidas e apresentar informações sobre a saúde bucal. O homem merece ter acesso aos serviços, então, orientamos sobre como buscar, além de estimular todos eles a serem multiplicadores das informações absorvidas”, disse Hélio.

O dentista do Sest/Senat, Pablo Sales, ministrou a palestra. “É pela boca que entra a saúde, bem como a doença. É importante ir regularmente ao consultório dentário, as visitas devem ser periódicas e não somente quando aparece alguma alteração ou doença”, orientou.

Pablo informou que muitas doenças sistêmicas têm suas primeiras manifestações na boca – ressecamento, saliva excessiva, gengiva irritada. “Não existe técnica ideal de escovação. A dica é ter a consciência de escovar dente por dente, desde a gengiva até o final do dente, em movimentos circulares. O fio dental deve ser usado pelo menos uma vez por dia. Além disso, a escova é de uso individual”, explicou.

Quando a saúde bucal não está em harmonia, o restante do corpo também não está. “A partir do momento que a pessoa cuida da saúde da boca, a autoestima também melhora, o indivíduo passa a sorrir mais e, consequentemente, a cuidar melhor de todo o corpo”, disse o dentista.

José Gilvandro Freitas Pereira tem 52 anos e trabalha no setor de transportes da SES-PB. Aproveitou a oportunidade para tirar várias dúvidas. “Aprendi a como fazer a higiene adequada dos dentes e a cuidar melhor da minha saúde bucal. Agora sei que é preciso escovar os dentes a cada refeição e vou passar a cuidar mais e melhor dos meus dentes e da minha boca”, comentou.

Novembro Azul – O movimento surgiu na Austrália, em 2003, chamado Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro. No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação.

As doenças que mais afetam os homens no país são: infarto agudo do miocárdio, fatores externos (acidentes/violência por arma de fogo ou arma branca), diabetes mellitus, pneumonia, acidente vascular cerebral hemorrágico, neoplasia maligna da próstata, neoplasia maligna dos brônquios e dos pulmões, neoplasia maligna do estomago, neoplasia maligna do fígado e vias biliares intra-hepáticas, e neoplasia maligna da cavidade oral/traqueia, brônquio e pulmão.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

Segundo dados da Gerência Operacional de Resposta Rápida da SES-PB, as neoplasias que mais causaram mortes em homens na Paraíba no ano de 2015 foram: Câncer de próstata (322 óbitos), Câncer de brônquios/pulmões (217 óbitos), Câncer de estômago (163 óbitos), Câncer de vias biliares intra-hepáticas (106 óbitos), Câncer de pênis (10 óbitos) e Câncer de testículo (03 óbitos). Quanto às causas gerais de óbitos de homens na Paraíba no mesmo ano, o infarto agudo do miocárdio foi o que mais matou, com 1.263 óbitos.

“Para que ocorra a diminuição da mortalidade do homem, é primordial o incentivo à adoção de hábitos de vida saudáveis, bem como o autocuidado. Neste sentido, a população deve procurar as Unidades de Saúde da Família dos seus municípios para a realização dos exames preventivos”, concluiu Hélio Soares.