Fale Conosco

12 de novembro de 2014

Nove alunos da rede estadual são semifinalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa



Nove alunos da rede estadual de ensino foram escolhidos como semifinalistas da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) com o tema “Escrevendo o Futuro”. Durante o mês de outubro e novembro, os selecionados estiveram em Belo Horizonte, Maceió e Porto Alegre, e, no próximo dia 17, estarão em Brasília para participarem das oficinas sobre os gêneros Poema, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião e concorrerem a etapa regional.

Defendendo o título “Solução Imediata”, que tratava sobre a possibilidade de racionamento de água em sua cidade, a aluna Heloísa Diniz, que mora na zona rural de Serra Branca e estuda a 3ª Série do Ensino Médio Inovador da E.E.E.F.M Senador José Gaudêncio, contou que a Língua Portuguesa é sua matéria preferida: “Desde pequena escrevo poemas, leio cordel e literatura infantil por incentivo da minha mãe e minha avó”. Sobre a Olimpíada, Heloísa disse que não esperava ser selecionada e que estava estudando para trazer o título para a escola e para sua cidade.

Os outros alunos semifinalistas da rede estadual são: na categoria Poema, Pedro Lucas Soares Batista da Escola Cel Serveliano de Farias Castro, em Caraúbas; na categoria Crônica, Ana Beatriz Ferreira da Fonseca da Escola Andre Vidal de Negreiros, em Cuité, Felipe Augusto Silva Nascimento da Escola Prof. Itan Pereira, em Campina Grande, Hugo Gabrihel Lima de Andrade da Escola Fernando Moura Cunha Lima, em João Pessoa, Narciso Pereira da Silva Neto da Escola Auzanir Lacerda, em Patos; na categoria Artigo de Opinião, Edmilsom Roque da Silva Junior da Escola Deputado Levi Olímpio Ferreira, em São Bentinho, Robert Richard Dias Vidal da Escola Assis Chateaubriand, em Campina Grande e Thaiz de Souza Ribeiro da Escola Alzira Lisboa, em Jacaraú.

Os alunos semifinalistas irão analisar seus textos com o apoio da equipe técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e de seus professores e produzir outros textos que serão usados para subsidiar a análise e seleção dos 152 textos finalistas em todo o Brasil, sendo 38 de cada categoria.

Na última etapa, que acontecerá em dezembro, o encontro será realizado em Brasília, onde serão premiados os 20 vencedores nacionais. Os professores e alunos ganharão medalhas, um notebook e uma impressora e a escola receberá dez microcomputadores, uma impressora, um projetor multimídia e um telão para projeção e livros.

Olimpíada - Iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e da Fundação Itaú Social, a Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) desenvolve ações de formação de professores com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. A Olimpíada tem caráter bienal e, em anos pares, realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país. Nos anos ímpares, desenvolve ações de formação presencial e à distância, além da realização de estudos e pesquisas, elaboração e produção de recursos e materiais educativos.