João Pessoa
Feed de Notícias

Nível de barragem atinge 6% e abastecimento d’água em 8 cidades do Brejo passa a ser feito por carros pipa

domingo, 14 de abril de 2013 - 18:04 - Fotos: 

Para evitar um colapso total na barragem Canafístula II, a diretoria de Operação e Manutenção da Cagepa anunciou, na sexta-feira (12), que suspenderá o abastecimento de água nos municípios de Cacimba de Dentro, Solânea, Bananeiras, Araruna, Riachão, Tacima, Dona Inês e Damião, a partir da próxima segunda-feira (15).

De acordo com a engenheira Eulina Dantas Bezerra, gerente da Cagepa na região do Brejo, a barragem Canafístula II está com apenas 6% de sua capacidade de armazenamento de água. Ela revelou que, caso não chova nos próximos dias, o reservatório corre sérios riscos de entrar em colapso total.

A engenheira disse, ainda, que a medida de suspender o abastecimento visa evitar que a água ainda existente na barragem acabe dentro de um período mais curto. Segundo ela, estudos feitos pelos técnicos da Cagepa revelam que, se o abastecimento permanecer sendo feito da forma atual, a água só dará para ser distribuída por mais 15 dias.

“Com a água sendo distribuída através de carros pipa, a projeção é que dure por muito mais tempo”, argumentou a gerente da Cagepa. “Muitos reservatórios da nossa região, infelizmente, já estão em colapso total e outros bem abaixo de suas capacidades de acúmulo de água”, enfatizou a engenheira.

Eulina Dantas disse que a Cagepa já emitiu um comunicado aos prefeitos dos municípios abastecidos pela barragem Canafístula II, informando que a partir da próxima segunda-feira a água será distribuída através de carros pipa. “No mesmo comunicado, estamos solicitando que os prefeitos indiquem os pontos estratégicos para a distribuição da água”, observou.

“Em Cacimba de Dentro, Solânea e Bananeiras, a água será captada na estação de tratamento de água por carros pipa e distribuída em pontos fixos previamente comunicados à população. Já em Araruna, Riachão, Tacima, Dona Inês e Damião, a água será captada na caixa d’água por carros pipa e distribuída em pontos definidos pelos prefeitos”, explicou a gerente, acrescentando que a Cagepa vai colocar à disposição das prefeituras funcionários para coordenar as ações.