João Pessoa
Feed de Notícias

Nesta quinta-feira: Orquestra Jovem apresenta concerto com solos de piano

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 - 12:01 - Fotos:  Divulgação

Com um repertório que contempla ballet, jazz e a música que conta a história do Brasil, a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba apresenta concerto, nesta quinta-feira (20), às 20h30, na Sala de Concerto Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, em João Pessoa. Será a sexta apresentação oficial da temporada 2014, sendo a primeira com solos de piano. A regência é do maestro titular da OSJPB, Luiz Carlos Durier, e o solista é Erick John, integrante da orquestra. A entrada é gratuita.

O concerto inicia com um momento do ballet ‘Romeu e Julieta’ de Sergei Prokofiev, justamente o momento de conflito entre as famílias Montequios e Capuletos. A música reflete a relação conflituosa com sonoridade inicialmente grotesca e dissonante. O ritmo enérgico contrasta com a suavidade do tema amoroso que representa os jovens protagonistas apaixonados.

Em seguida, o programa traz ‘Rapsódia in Blue’ (1924) de George Gershwin, com solo de piano por Erick John. Considerada uma obra prima, a composição é um marco na música americana. Curiosamente nasceu sob a pressão do impacto noticiado pelo Jornal New York Tribune, que Paul Whiterman apresentaria, com sua orquestra, o jazz sinfônico do autor. Com a surpresa, a correria foi tão grande que, em apenas três semanas a obra estava pronta. Inicialmente foi chamada de ‘Rapsódia Americana’ – título depois alterado por sugestão de seu irmão Ira (Israel), que era letrista de suas canções.

Originalmente foi escrita para dois pianos e, em seguida, orquestrada brilhantemente por Ferde Grofé. Nas palavras do maestro Leonard Bernstein: “A música tem harmonias e proporções ideais. Os temas são cantáveis, límpidos, ricos e comoventes. Não creio que tenha aparecido nesta terra um melodista tão luminoso como Gershwin, desde Tchaikovsky. A Rapsódia veio do jazz, é um prato típico da alma musical americana, elevou a música popular americana ao status de universal e tornou o autor mundialmente conhecido e admirado”.

Na sequência, a orquestra executará ‘Terra Brasilis’ de Edino Krieger, que foi concebida para celebrar os ‘500 Anos do Brasil’. O compositor produziu um painel sinfônico para contar sonoramente sobre o nosso país, desde o ano de 1500 até os dias de hoje. No primeiro movimento imagina os sons aqui existentes, antes da chegada dos conquistadores: o canto dos pássaros e os sons dos elementos da natureza. No movimento central a narrativa são os desafios do mar, os sonhos dos marinheiros, a tempestade e todo o desconhecido de uma grande aventura. O finale é o encontro dos povos que construíram o Brasil e produziram uma vasta cultura musical, representados pelo canto gregoriano, a música indígena, as danças de sotaque ibérico, o sentimental canto seresteiro, o versátil chorinho, o molejo do berimbau, a nobreza do maracatu. O triunfo chega com uma “batuculência”, ritmo carnavalesco.

A Jovem a cada concerto vem superando as metas técnicas e musicais exigidas pelo repertório sem abrir mão da beleza, da assimilação e da boa apreciação musical. A diversidade de estilos e gênero serve de aprendizado tanto para quem toca, quanto para quem aprecia”, comemora o regente titular da OSJPB, Luiz Carlos Durier.

Luiz Carlos Durier – Natural de João Pessoa (PB), Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

Na UFPB concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou a Escola de Música Anthenor Navarro – EMAN, em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando: Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. Na UEPB realiza o Curso de Especiação Em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005, estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres o maestro José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marines e sua Gente, do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, tais como: Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo e Dominguinhos, sempre com grande sucesso de público e crítica. No ano de 2012, recebeu a Comenda de Honra ao Mérito pelo desempenho profissional frente à OSPB.

Serviço

6º Concerto oficial da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba – Temporada 2014

Regência: Maestro Luiz Carlos Durier

Solista: Erick John (piano)

Data: 20/11 (quinta-feira)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concerto Maestro José Siqueira

Entrada: gratuita