João Pessoa
Feed de Notícias

Nesta primeira etapa serão realizadas pulverizações assistidas por técnicos e engenheiros da Emater

sexta-feira, 5 de março de 2010 - 14:06 - Fotos: 

A Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) amplia ações de combate à mostra negra dos citros. Será iniciado, nesta segunda-feira (08), em todos os 15 municípios atingidos pela praga o controle químico da mosca, por meio de aplicação de inseticidas. Serão disponibilizados pelo Governo do Estado, nesta primeira etapa de pulverização, dois mil litros do produto Provado 200SC, do laboratório Bayer S.A, de São Paulo, indicado pelo Ministério da Agricultura, para combater o inseto.

Segundo o secretário Executivo do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Ronaldo Torres, nesta primeira etapa serão  realizadas pulverizações assistidas pelos técnicos e engenheiros agrônomos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater – PB). “Todos os engenheiros envolvidos na campanha de combate à mosca negra participaram do Curso de Certificação Fitossanitária de Origem e a Certificação Fitossanitária de Origem Consolidado (CFO/CFOC) – Pragas Quarentenárias da Citricultura, realizado pela Sedap no mês de fevereiro passado”, informou Torres. As ações do Governo do Estado envolvem o uso de defensivo químico, combate biológico, instalação de 10 barreiras de defesa sanitária e a decretação de emergência nos municípios afetados.

O secretário Ronaldo Torres disse que para a continuidade do comércio das frutas com outros estados é necessária a lavagem dos frutos. A legislação determina, ainda, a pulverização nas áreas afetadas com produtos registrados. Além dessas exigências, é necessária a Permissão de Trânsito Vegetal (PTV), emitida apenas com a apresentação do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO), sob responsabilidade de um engenheiro agrônomo habilitado.

Reunião em Matinhas

O secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Ruy Bezerra Cavalcante Junior, participou, nesta sexta-feira (05), no município de Matinhas, de uma reunião com técnicos do Ministério da Agricultura, Emater, Emepa, universidades, prefeitos e secretários de agricultura dos municípios atingidos pela praga, com a participação do engenheiro agrônomo Adauto Raga, do Instituto Biológico de São Paulo, considerado um dos maiores especialistas no assunto “mosca negra dos citros”. Ele veio à Paraíba a convite da Prefeitura Municipal de Matinhas e participou durante esta semana de um trabalho de conhecimento do campo afetado, nos municípios de Esperança e Matinhas.

“Estamos no estágio onde só o controle químico será efetivo. Depois poderemos usar o biológico, inclusive testando um usado em São Paulo”, disse Adalton Raga, depois de ter visitado as propriedades afetadas.

O engenheiro agrônomo Adalton Raga tem vários trabalhos publicados sobre o assunto e coordena grupos de estudo, tendo como área de atuação o desenvolvimento de sistemas de detecção, monitoramento, manejo, de vigilância de insetos, ácaros e pragas. Em seus trabalhos, ele aborda também a importância quarentenária para o comércio internacional de vegetais e de produtos vegetais.

Fábia Carolino, da Assessoria de Imprensa da Sedap