Fale Conosco

15 de março de 2013

Mulheres do Valentina recebem orientações sobre os seus direitos



delegacia movel da mulher servico no valentina foto jose lins 54As mulheres residentes no bairro Valentina de Figueiredo tiveram a oportunidade de conhecer a Lei Maria da Penha e saber um pouco mais dos seus direitos nesta sexta-feira (15), por meio da unidade móvel da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), de João Pessoa. A ação itinerante aconteceu na Praça Soares Madruga, das 8h às 12h, sob a coordenação da Secretaria da Segurança e da Defesa Social, em parceria com a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana e outros parceiros; e faz parte da programação em homenagem à mulher.

A estudante universitária Taísa Fernandes e a dona de casa Glória Ferreira reconheram a instalação da Delegacia Móvel da Mulher nos bairros como um serviço essencial que está ajudando a divulgar para um número maior de pessoas os direitos da mulher  e a Lei Maria da Penha. Enquanto aguardavam o transporte coletivo, Taísa, Glória e outras pessoas recebiam panfletos contendo diversas informações.

delegacia movel da mulher servico no valentina foto jose lins 24

Para a universitária Taísa Fernandes, essa ação do Governo tem contribuído com a descoberta de casos de violência contra a mulher porque elas estão criando coragem de denunciar seus agressores. “Essa iniciativa deve ser permanente nas comunidades, amplia o número de pessoas com o mínimo de conhecimento sobre os direitos da mulher e isso ajuda na conscientização também dos homens para que não pratiquem violência doméstica, por exemplo. Essa é uma ação muito válida”, ressaltou.

A senhora Maria da Glória Ferreira Frade aprovou a presença da Delegacia Móvel nos bairros e afirmou: “Acho que cada mulher também deve se defender, procurar seus direitos. Vou divulgar para as pessoas esse trabalho”.

A funcionária pública Andreia Costa Cavalcanti conheceu o serviço prestado pela Delegacia Móvel da Mulher e disse que esta “é uma iniciativa extreamente importante trazendo informações às mulheres e ao público”.

delegacia movel da mulher servico no valentina foto jose lins 74A titular da Delegacia da Mulher em João Pessoa, Maísa Félix, e a delegada adjunta, Renata Matias, e duas agentes públicas de segurança no dia-a-dia estão abordando populares nas praças, nas ruas e em supermercados dos bairros e conversando sobre a importância da cultura da paz, da não violência.

As delegadas informam aos moradores de Manaíra e Cristo Redentor que a Delecia Móvel  visitará os bairros, respectivamente, nos dias 19 e 25 deste mês. Em Manaíra, o serviço funcionará na Praça Soares Madruga; e no Cristo Redentor, no estacionamento externo da Escola Estadual José Lins do Rego.

A ação social envolve a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, o Juizado Especial de Violência Doméstica contra Mulher, dentre outros parceiros. Os telefones da Delegacia da Mulher em João Pessoa são os seguintes: (83) 3218 5316 e 5317. O endereço é avenida Dom Pedro II, 853, centro.

De acordo com a Lei nº 11.340/06 – Lei Maria da Penha, violência doméstica e familiar é qualquer ação ou omissão baseado no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

Saiba mais:

 

- Violência física – desde empurrão, puxar o cabelo, tapa, murro, até as formas mais graves.

- Violência moral – difamação, calúnia ou injúria

-  Violência sexual – tentativa de estupro, estupro ou qualquer relação sexual forçada, inclusive no casamento

- Violência patrimonial – destruição de documentos e/ou objetivos, etc.

- Violência psicológica – Causar dano emocional, diminuir a autoestima, prejudicar e perturbar o pleno desenvolvimento pessoal, controlar os comportamentos, ações, crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação e isolamento, tirar a liberdade de pensamento e de ação, dentre outras agressões.