João Pessoa
Feed de Notícias

Mulher é detida tentando arremessar celulares para dentro de presídio

domingo, 14 de julho de 2013 - 10:31 - Fotos: 

Uma mulher foi detida por agentes penitenciários quando, pela terceira vez, tentava arremessar celulares, chips e carregadores para um detento da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Roger, em João Pessoa. O flagrante aconteceu nesse sábado (13). Nadja Damásio, 34 anos, disse que recebeu 2g de crack para fazer o serviço.

De acordo com o diretor adjunto da unidade prisional, Lincoln Gomes, os agentes da guarita perceberam a atitude suspeita da mulher e acionaram o corpo da guarda do presídio. “Quando os policiais surpreenderam Nadja Damásio, encontram com ela quatro celulares, sete carregadores e três chips novos”, disse o diretor.

Durante depoimento, a mulher contou que foi contratada para fazer o serviço por uma pessoa no Pavilhão do Chá, no Centro da Capital, mas não revelou a identidade. “Na hora estava havendo o banho de sol no presídio e identificamos o preso que receberia a encomenda. O pagamento seria 2g de crack. Ela é viciada em drogas e conhecida da polícia”, disse Lincoln Gomes.

Na opinião do secretário de Administração Penitenciária, Wallber Virgolino, o crime não para de tentar burlar a fiscalização dos presídios e desmoralizar o Estado. “De igual forma, o Estado não pode dar trégua, devendo intensificar as fiscalizações e operações de segurança, e é isso que estamos fazendo”.