Fale Conosco

1 de agosto de 2011

MP e Governo do Estado lançam campanha de incentivo à lavagem das mãos para evitar infecções



O Ministério Público Estadual em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, lançam na tarde desta terça-feira (2) uma campanha de incentivo a lavagem das mãos como forma eficaz de prevenção e controle das infecções nos serviços de saúde, inclusive a KPC. A solenidade de lançamento da campanha está marcada para as 15h, no auditório do Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (Cerest),  no bairro de Jaguaribe, e terá a presença do promotor da  saúde, João Geraldo, do secretário estadual da Saúde, Waldson Souza e diretores de hospitais públicos e privados e de várias outras unidades de saúde.  Ano passado foram registrados 22 casos de KPC e este ano foram duas notificações, em todas elas os pacientes foram a óbito.
A campanha consta de dois cartazes, sendo um exclusivo com as formas de prevenção e combate a KPC e outro de forma mais generalizada enfocando os outros tipos de infecções causadas por bactérias, fungos, vírus e parasitoses. Esse material será afixado em hospitais, maternidades, laboratórios, postos de saúde unidades de saúde da família e em vários outros locais.
Durante a reunião desta terça-feira, os diretores de hospitais e demais profissionais de saúde já sairão do local com o material de divulgação e prontos para iniciar a campanha. A meta do Ministério Público e do Governo do Estado é atingir todas as unidades de saúde da Paraíba. “O que nós queremos com essa campanha é estimular e sensibilizar os profissionais de saúde e adotar as medidas de prevenção para evitar não só a KPC, mas outros tipos de infecção”, disse o coordenador da Comissão de Infecção Hospitalar da Secretaria de Estado da Saúde,  Francisco de Assis Paiva.

O médico infectologista fez questão de frisar que não há motivo para preocupação porque a KPC só existe no meio hospitalar, principalmente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele também lembrou que a principal arma contra a bactéria multirresistente é a higiene. “Lavar as mãos sempre em qualquer procedimento já elimina muito os riscos de contaminação com a KPC e outras bactérias”, disse.
Sintomas – Os principais sintomas de uma pessoa infectada pela KPC são pneumonia e infecção urinária. Ela atinge principalmente pessoas hospitalizadas com baixa imunidade, como pacientes de UTI. A bactéria pode ser transmitida por meio do contato direto, como o toque, ou pelo uso de objetos. A lavagem das mãos é uma das formas de impedir a disseminação da bactéria nos hospitais. Ela é controlada com o uso de antibióticos.