Fale Conosco

20 de março de 2018

Movimentação no Porto de Cabedelo deve superar 115 mil toneladas em março



IMG 20180313 WA0034 270x202 - Movimentação no Porto de Cabedelo deve superar 115 mil toneladas em marçoO Porto de Cabedelo já registrou nos primeiros 19 dias deste mês, uma movimentação maior do que todo o mês de março do ano passado, o que deve levar o terminal paraibano a bater um recorde de operação. Em março de 2017, o Porto movimentou 87.056 toneladas, enquanto que nos primeiros 19 dias do mesmo mês deste ano, já foram movimentadas 104.400 toneladas. Segundo a Gerência de Operações da Companhia Docas da Paraíba, a previsão de movimentação total para este mês é de 115.900 toneladas.

O destaque é para operação do coque de petróleo (petcoke), que foi importado dos Estados Unidos e, em apenas quatro dias, movimentou mais de 60 mil toneladas. O aumento na importação de petcoke se deve ao fato de que uma nova empresa importadora passou a operar pelo Porto de Cabedelo, a partir deste mês.

Além do coque de petróleo, o terminal paraibano também recebeu navios petroleiros procedentes da Antuérpia, na Bélgica, Fortaleza-CE e Suape-PE, com 30.706 toneladas de derivados de petróleo (óleo diesel e gasolina).

Nesta segunda-feira, 19, o navio graneleiro CS Jaden atracou procedente da Argentina com 13 mil toneladas de trigo.

A previsão é que pelo menos mais uma embarcação atraque no Porto de Cabedelo até o fim do mês, procedente do Uruguai com 11.500 toneladas de malte.

No mês de fevereiro, o Porto já registrou um aumento de 60% na movimentação em relação ao mesmo período do ano anterior, operando 113.543 toneladas.

Para a presidente da Docas-PB, Gilmara Temóteo, a atração de novos negócios para o Porto de Cabedelo, como por exemplo, a ampliação da operação com petcoke, é resultado dos investimentos realizados no Porto e da estabilidade política, fiscal e econômica, pela qual passa do Estado da Paraíba.

“Temos um Estado equilibrado, com obras em todas as regiões, com pagamento a servidores e fornecedores em dia e com investimentos em áreas estratégicas como é o caso do Porto. Isso gera confiança nos investidores”, destacou Gilmara.