João Pessoa
Feed de Notícias

Movimentação de cargas no Porto de Cabedelo em outubro supera setembro

terça-feira, 24 de novembro de 2015 - 10:55 - Fotos:  Walter Rafael

A movimentação de navios e cargas em outubro no Porto de Cabedelo superou o mês de setembro em cerca de 45 mil toneladas de produtos. No mês de outubro, o porto recebeu nove navios, totalizando 103.213 toneladas, sendo cinco navios procedentes da Argentina, com cargas de trigo e malte; um vindo da Espanha, com carga projeto; e dois vindos de Salvador e Maceió, com derivados de petróleo.

A executiva Gilmara Temóteo, presidente da Companhia Docas da Paraíba, autarquia que administra o Porto de Cabedelo, revela que o acumulado do ano até agora é de 1.080.867 toneladas de cargas e que os números poderiam ser superiores se não fossem os efeitos da crise que atingiu o país e o mundo este ano.

Desde 2011, o último trimestre de cada ano vem sendo mais favorável à movimentação de mercadorias. “Este ano não vai ser diferente, como se pode ver na movimentação de outubro, que tivemos como destaque três navios de trigo e outro de malte. Acreditamos que esse crescimento continue e para isto estamos tratando com alguns empresários a possível chegada de novas operações”, destacou Gilmara Temóteo.

Granito da Paraíba – No dia 4 de outubro, o navio “Quetzal Arrow”, de bandeira Bahamas, embarcou em Cabedelo 10.133 toneladas de granito, com destino à Itália. Os demais navios que atracaram em outubro têm bandeiras de Hong Kong, Ilhas Marshall, Cingapura, Líbia e Panamá. As cargas movimentadas em outubro superaram setembro em 44.962 toneladas.

No mês de setembro, o Porto de Cabedelo recebeu quatro navios, sendo um procedente dos Estados Unidos, que desembarcou 9.794 toneladas de petcoke. Os outros três navios trouxeram de Salvador um total de 48.457 toneladas de derivados de petróleo.

Operação Ship to Ship – Em 2016, o Porto de Cabedelo deverá aumentar em cerca de 50% a movimentação de derivados de petróleo. Isto será possível com a implementação do sistema operacional chamado Ship to Ship, resultante de parceria entre o Governo do Estado, por meio da Companhia Docas da Paraíba, e a Petrobras. Esta operação compreende na atracação de dois navios a contrabordo em um mesmo berço, transferindo por operação até 50.000 toneladas de derivados de petróleo entre eles. 

Esta semana, uma equipe de técnicos da Petrobras participa de reuniões no Porto de Cabedelo com a equipe da Companhia Docas da Paraíba para discutir a Operação Ship to Ship. “O pessoal estará conosco em reuniões até quinta-feira para construirmos a agenda positiva dessa operação em 2016”, pontuou Gilmara. A Capitania dos Portos também participará das reuniões.