João Pessoa
Feed de Notícias

Mostra apresenta espetáculos de João Pessoa e Campina Grande

terça-feira, 6 de novembro de 2012 - 10:00 - Fotos:  Divulgação

Nesta terça-feira (6), o público assiste a dois espetáculos de teatro e a um de dança na programação da 17ª Mostra Estadual de Teatro, Dança e Circo. A noite será aberta pelo grupo pessoense Contexto Cia de Dança, que apresenta “Cabeça de Lagartixa, um Outro Olhar Sobre Mim”,  às 19h30, no palco principal do Theatro Santa Roza. Ainda pela Mostra Oficial, às 20h30, terá apresentação da peça “Última Estação”, da Cia do Rosário e Grupo Renascer, de Campina Grande.  A atração da Mostra Paralela é a peça “Deus, Zeus, Sei  Lá”, encenado pelos integrantes do Movimento de Cultura Artística – João Pessoa (Moca).  Toda a programação acontece no Theatro Santa Roza e a entrada é gratuita.

O primeiro espetáculo desta terça-feira mistura linguagens artísticas à encenação. “Cabeça de Lagartixa, um Outro Olhar Sobre Mim” traz a arte da fotografia e literatura para a dança.No palco os bailarinos interagem, através de jogos coreográficos e colaborativos, buscando a resolução de inquietações encontradas nas fotografias do artista paraibano Ricardo Peixoto, que embasaram o número em passos e expressões. Os bailarinos Alex Oliveira, Alison David, Diego Guedes e Ing Nunes dão forma e alma ao trabalho.

Em seguida, a interação entre público e artistas toma conta do Santa Roza, na montagem “Última Estação”, um trabalho conjunto  da Cia do Rosário e do Grupo Renascer, que estreou em Campina Grande em outubro de 2011. Com concepção cênica que visa aproximar público e elenco, o espetáculo faz com que a plateia fique, em momentos, no centro da cena.

A interação acontece em vários pontos e formas diferentes, corporal e visual, acentuando o caráter intimista da encenação. O enredo é guiado por três personagens que se encontram em uma estação de trem e confrontam suas diferentes realidades, revivendo momentos e relembrando fatos na troca de experiência provocada pelo diálogo.

A atração que se apresenta na Mostra Paralela é fruto do curso de formação de ator oferecido pela Funesc neste ano. “Deus Zeus Sei Lá” é uma adaptação livre, do diretor Roberto Cartaxo, da peça “Deus”, de Woody Allen, publicada no livro “Sem Plumas”. O texto reflete questões filosóficas e metafísicas, como a existência de um Deus, do ser humano, do livre arbítrio, doenças físicas e mentais da humanidade. Tudo isso com muito humor.

O espetáculo conta a história de 20 atores em busca de um final para sua peça a três dias do maior festival de teatro de Atenas. No decorrer das cenas, os personagens vão surgindo e trazendo questionamentos e sugestões para o desfecho. Cada uma sempre mais idiota do que a outra e, com isso, aumentando o desespero do diretor que quer vencer o festival a todo custo. Até que uma aparição de Zeus trazida por um dos atores deixa todos eufóricos.

A 17ª Mostra Estadual de Teatro, Dança e Circo é realizada pelo Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc).

Alterações – A Funesc anunciou duas alterações na programação da 17ª Mostra Oficial de Teatro, Dança e Circo. A primeira é a substituição do espetáculo “Macunaíma”, que se apresentaria nesta quarta-feira (7), às 20h30. No lugar, entra a peça “A Mulher da Viração”, com o Grupo Etos (João Pessoa, PB), sob direção de Gabriel Filho.

A palestra que aconteceria na quinta-feira (8) também será alterada. A Roda de Conversa com Herê Aquino (Fortaleza, CE) e Fernando Teixeira (João Pessoa, PB) foi transferida para esta quarta-feira, às 15h. O tema em discussão será “O Teatro Paraibano no Contexto do Teatro Nordestino”. A atividade acontecerá na escola de dança do Theatro Santa Roza.

Homenagens – Este ano, o evento presta homenagens a quatro nomes da cultura paraibana. Na dança, a homenagem é para Maurício Germano, da Produção Cia de Dança e coreógrafo do Balé Popular da UFPB. Como representante da arte circense, o homenageado é o Major Palito, popular na cidade de Campina Grande. No teatro, a homenagem é póstuma, ao teatrólogo Elpídio Navarro, falecido no dia 17 de julho deste ano. Além desses três nomes, mais um artista recebe as honrarias do festival. Trata-se do bailarino e professor José Enoch, que é o homenageado especial da Mostra Estadual de Teatro, Dança e Circo.

Mostra competitiva – Os espetáculos selecionados para a Mostra Paralela são avaliados por meio de votação diária de júri popular. Os 100 primeiros espectadores de cada apresentação receberão cédulas para votação. As decisões da curadoria serão definitivas e não caberá recurso.

Os dois espetáculos que obtiverem melhores votações receberão prêmio em dinheiro no valor bruto de R$ 2.500, considerando as deduções previstas em Lei.

Programação:

Terça-feira (6)

MOSTRA OFICIAL:

19h30 – Espetáculo de Dança: Cabeça de Lagartixa, um outro olhar sobre mim (Contexto

Cia. de Dança – João Pessoa)

21h30 – Espetáculo de Teatro: Última Estação (Companhia do Rosário e Grupo Renascer – Campina Grande)
MOSTRA PARALELA:

20h30 – Participação especial – Espetáculo de Teatro: Deus, Zeus, Sei lá (Moca – Movimento de Cultura Artística – João Pessoa)