João Pessoa
Feed de Notícias

Moradores da Zona Sul aprovam construção do Trevo de Mangabeira

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 - 09:39 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho participou, nessa quarta-feira (6), da audiência pública, na sede da Associação de Moradores do Prosind, para apresentação do projeto do Trevo de Mangabeira. A obra será iniciada, nesta quinta-feira (7), com o objetivo de melhorar o trânsito e a mobilidade urbana nos bairros da Zona Sul da Capital. O Trevo beneficiará mais de 250 mil habitantes.

Ricardo afirmou que a audiência pública é a melhor resposta da população, que está ávida por soluções para a melhoria do trânsito e entende que o contorno de Mangabeira não comporta mais o tráfego. Ele também lembrou que, com a chegada do shopping e da escola técnica estadual, haverá aumento do fluxo de veículos e é necessário preparar os acessos na região que vivenciará uma nova etapa de desenvolvimento. “O que vimos aqui é o retrato do bom senso, de quem não aguenta mais passar horas em um ônibus ou em um carro ao sair de Mangabeira para o Centro diariamente para trabalhar ou estudar”, destacou.

O governador explicou que o Estado realiza ações concretas com o investimento superior a R$ 20 milhões no Trevo de Mangabeira e adiantou a execução do projeto. “Adequaremos as vias alternativas e estamos certos de que será a solução definitiva do trânsito na Zona Sul”.

O superintendente do DER, Carlos Pereira, explicou que o projeto vai possibilitar o escoamento do tráfego viário em todas as direções, além de proporcionar maior fluidez nas interseções das Avenidas Josefa Taveira e Hilton Souto Maior Filho. O trevo terá uma extensão total de 800 metros e a plataforma da avenida ficará com 22 metros ligando os bairros de José Américo até a Penha, com duas pistas de rolamento, canteiro central, ciclovia e calçadas. Quem vai dos Bancários para Mangabeira passará por uma via abaixo do nível da avenida e as alças evitarão o cruzamento dos veículos.

Os principais serviços programados são terraplenagem, pavimentação asfáltica, viaduto em concreto, drenagem, iluminação ornamental e sinalização horizontal e vertical. “O Trevo de Mangabeira vai complementar outra obra fundamental que é o viaduto do Geisel e quando os dois estiverem prontos acabarão os congestionamentos nesses pontos que estão entre os principais gargalos de João Pessoa”, ressaltou.

Carlos Pereira acrescentou que a obra beneficiará os moradores dos bairros da Zona Sul da Capital. “Essa é uma área onde circulam diariamente cerca de 30 mil veículos provocando atualmente engarrafamentos permanentes, principalmente nos horários de pico. Essa será a mais bonita obra viária da cidade e terá um papel fundamental porque evitará o cruzamento de veículos”, completou Carlos Pereira.

Diálogo – O secretário executivo do Orçamento Democrático Estadual (ODE), Hélio Barbosa, avalia que a audiência foi mais um momento de diálogo dos cidadãos com o Governo, onde foram discutidas e aprovadas as demandas da população. “A população de Mangabeira e de toda Zona Sul da cidade quer a construção do trevo”, ressalta.

Os participantes aprovaram a obra. O presidente do Sindicato dos Taxistas da Paraíba, Antônio Henrique, enfatizou os benefícios para o bairro e demais localidades do entorno. “Na condição de representante dos taxistas e dos caminhoneiros venho aqui dizer que essa obra é necessária”, destacou.

O conselheiro do Orçamento Democrático Estadual, Elton Nóbrega, lembrou que o Trevo de Mangabeira é uma das demandas da população aprovada nas plenárias realizadas no bairro. “Essa obra é sim fundamental. Vai desafogar o tráfego, trazer mobilidade para todos”.

A estudante do curso de Serviço Social da UFPB, Jaciara Lima, destacou que a obra beneficiará também outras regiões de João Pessoa e ressaltou a importância do diálogo. “Estamos exercendo a cidadania. Voto a favor do Trevo de Mangabeira”.

A audiência contou com a participação do vice-governador Rômulo Gouveia, dos deputados Hervázio Bezerra, Antônio Mineral, além de secretários de Estado e dos vereadores Renato Martins e Zezinho do Botafogo.