João Pessoa
Feed de Notícias

Ministra visita a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana

quinta-feira, 24 de março de 2011 - 18:58 - Fotos: 
A reunião de trabalho com representantes da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e a ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, acontece nesta quinta-feira (24) na sede na secretaria. Participaram neste momento do encontro, a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Irâe Lucena, a secretária Executiva, Gilberta Soares, a Gerente Executiva da Equidade Racial, Regina Alves, além do Gerente Operacional de Ações Afirmativas, Roberto Silva e do Gerente Operacional de Combate a homofobia.

O objetivo do encontro foi apresentar as metas do governo em relação às políticas públicas para as mulheres e juventude negra, indígenas, grupos LGBT, comunidades ciganas e de terreiros. Além da possibilidade de firmar convênios.

Antes da reunião do trabalho, Luiza Bairros participou de uma audiência com representantes do movimento negro da Paraíba, mulheres ciganas e representantes de comunidades de terreiros. Ela ouviu as reivindicações das categorias. Dentre elas, a implantação das políticas públicas nas áreas, principalmente de educação e segurança; geração de emprego e renda para as mulheres negras e demarcações de terras indígenas.

Na reunião, foram entregues à ministra vários documentos com as reivindicações. Segundo ela, assegurar políticas públicas para as comunidades negras em vários estados do país é uma das prioridades do governo de Dilma Rousseff. Luiza Bairros garantiu, ainda, avaliar cada documento, mas não estipulou prazos.

Para a Representante da Religião de Matriz Africana de João Pessoa, Mãe Lúcia de Oxum, a presença da ministra na Paraíba é um marco e a esperança de que os projetos sairão do papel. “Esperamos que de fato, ela possa implanta de fato e de direito políticas públicas, especialmente a Lei Federal 7616, que proíbe a intolerância religiosa. Porque sofremos discriminação religiosa todos os dias”, diz.

Segundo a representante do Movimento Negro da Paraíba, Socorro Pimentel, ainda há muito para ser feito. “Precisamos que no estado haja luta para a implementação dessas políticas. Para isso, a gente precisa da aproximação sistemática da Secretaria Especial de Política de Promoção da Igualdade Social com os movimentos sociais”, enfatiza.

Para a Mãe Renilda, representante da Rede de Mulheres de Terreiro e da Federação Independente dos Cultos Afros, a vinda de Luiza Bairros é sinônimo de um novo recomeço. “Estamos otimistas, por ela ser uma mulher negra, com um histórico de luta pelas causas sociais. Temos a esperança no avanço das políticas públicas. Acredito em dias melhores para todos nós”, ressalta.

Participaram da reunião, representantes do movimento negro da PB – mulheres negras, juventude negra, mulheres de terreiro, povo quilombola, indígenas, mulheres ciganas, CEPIR – (Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial).