Fale Conosco

7 de maio de 2009

Ministério quer saber quanto a Paraíba gasta com energia



A Paraíba deverá quantificar, até o final do ano, quanto utiliza de energia, seja ela considerada faturada (advinda de derivado de petróleo, elétrica e gás natural), ou não faturada como a eólica, queima de lenha, carvão vegetal e papelão, ou energia solar.

O balanço energético do Estado foi pedido pelo Ministério das Minas e Energia (MME) e tem como objetivo quantificar o setor de geração, consumo e distribuição em cada unidade da federação. Com o quadro em mãos, o Ministério terá dados tanto para identificar áreas críticas quanto apontar ao setor empresarial áreas ideais de investimento.

O engenheiro Everaldo Mendes Braga, assessor de energia da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), estará à frente desse trabalho naquele órgão. Ele já participou nos dias 27 e 28 de abril deste ano da Oficina de Trabalho ‘Balanços Energéticos Estaduais e Regionais’, na sede da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), em Recife (PE), mais a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do Ministério, Petrobras e Secretarias dos Estados do Nordeste.

Essa primeira reunião teve o objetivo de definir uma metodologia para elaboração do balanço energético e repasse de recursos financeiros. Ficou agendada uma próxima oficina, para apresentação do software de preenchimento das planilhas de geração e consumo de energia pela Petrobras, também em Recife, na segunda quinzena deste mês.