Fale Conosco

10 de julho de 2013

Ministério da Saúde realiza oficina para implementar SOS Emergências no Hospital de Trauma



O Ministério da Saúde (MS) e o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena concluíram, nesta quarta-feira (10), o Plano de Ação para a implementação do Programa SOS Emergências em oficina de trabalho que contou com a participação de técnicos da pasta, gestores e coordenadores do setor de regulação da capital e Estado, além de coordenadores da área administrativa e assistencial da unidade.

O Hospital é o 22º a fazer parte do Programa S.O.S Emergências e passou a integrar a estratégia do Ministério da Saúde na última semana, quando foi assinado um Termo de Compromisso pelo governador Ricardo Coutinho e secretário de Atenção à Saúde do MS, Helvécio Miranda. A unidade é referência no atendimento em traumatologia, atende a população de João Pessoa e os demais municípios do Estado, beneficiando cerca de 4 milhões de pessoas.

De acordo como o apoiador matricial do SOS Emergências, Daniel Beltrammi, durante quase dois dias de trabalho, os participantes definiram as ações, prazos e responsabilidades que deverão ser cumpridos em menos de um ano para a execução plena do programa que  destinará R$ 7,4 milhões a fim de  ampliar e melhorar o atendimento de média e alta complexidades oferecido à população no Hospital de Trauma.

Ele lembrou que 50% das metas previstas no plano deverão ser cumpridas num prazo de até 90 dias como a implantação e qualificação do acolhimento com classificação risco; qualificação do uso e aumento na oferta de leitos de retaguarda a fim de diminuir o tempo de internação dos pacientes para, no mínimo, 5 dias, pois a média de permanência do usuário do Trauma é de 7 dias e a consequente rotatividade dos leitos; integração da unidade ao Melhor em Casa com a criação de uma equipe com médico, assistente social, enfermeiro e técnico de enfermagem para dar suporte no atendimento ao paciente no seu domicílio,  entre outros.

A médio prazo será definido e operacionalizado com o município e Estado o perfil de atendimento de urgência e emergência na rede de atendimento hospitalar da Região Metropolitana da capital para gerar maior celeridade no atendimento às vítimas, entre outros. Na última etapa do Plano de Ação está previsto a compra de equipamentos e insumos para dotar a emergência do Hospital de Trauma.

Para avaliar a evolução do Plano de Ação do Programa SOS Emergências foi criado na unidade o Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), que, além disso, apoiará e orientará as medidas visando à melhoria da gestão e da qualidade assistencial. O núcleo atuará no Hospital de Trauma permanentemente e é formado pelos coordenadores dos serviços de urgência/emergência, das unidades e central de internação do hospital (incluindo as UTIs) e por um representante do gestor local.

O trabalho do núcleo será acompanhado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do SOS Emergências, formado por representantes dos Hospitais de Excelência, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e membros do Ministério da Saúde.

O comitê será coordenado pelo Ministério e tem a função de receber e encaminhar solução às questões apontadas pelos núcleos; monitorar, através de sala de situação, os produtos e resultados alcançados nas unidades; e manter os gestores locais informados do andamento das ações nos hospitais.