João Pessoa
Feed de Notícias

Ministério da Saúde inicia Curso Aplicado de Gestão de Custos em Economia da Saúde na Paraíba

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 - 17:37 - Fotos: 

Foto: Antonio David/Secom-PB

Começou na manhã desta quarta-feira (4), na Escola de Serviço Público do Estado (Espep),o Curso Aplicado de Gestão de Custos. O curso, que está sendo realizado por uma equipe do Ministério da Saúde, tem por objetivo capacitar as unidades hospitalares piloto apresentando e discutindo a Economia da Saúde e a importância de apurar custos no SUS. Estão participando do evento aproximadamente 35 pessoas de várias unidades hospitalares, como o Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, Hospital Arlinda Marques, Maternidade Frei Damião, Hospital de Trauma de João Pessoa, Hospital de Trauma de Campina Grande, Hospital Regional de Picuí e Hospital Regional de Cajazeiras.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Economia da SES, Shirleyanne Brasileiro, até o final do ano, mais hospitais entrarão no Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC). Ela adiantou que o curso pretende discutir as dificuldades encontradas pelo SUS na gestão de recursos. “A gestão inadequada de recursos provoca várias dificuldades para o SUS. Essas dificuldades resultam em prejuízos à qualidade e ao acesso aos serviços. Seja em um ou em outro aspecto, entendemos que é necessária a adoção de instrumentos que auxiliem gestores e técnicos a realizarem alocação mais eficiente dos seus recursos”, explicou.

Segundo ela, com a parceria e apoio do Ministério da Saúde – Desid/PNGC/MS, até dezembro estes hospitais piloto já podem apresentar indicadores dos seus custos e logo receberão o sistema do Ministério da Saúde, o Apurasus. “Cada hospital está formando seu núcleo de custo, com equipe técnica qualificada e comprometida com a gestão do SUS. Nossa meta é chegar na ‘prestação de conta paciente’, o custo do leito/dia no SUS, custo dos procedimentos e o impacto financeiro dos gastos reais nos hospitais, Com isso, fica melhor o dimensionamento dos recursos, o planejamento das compras e toda logística de suprimentos para melhor atender nossos usuários”, acrescentou.

Já Fátima Araújo, coordenadora de Administração da SES, ressaltou a importância da secretaria buscar a realização dessa qualificação. “A SES vem se esforçando junto ao Ministério da Saúde para a realização desse curso. Isso aqui é apenas o início de uma nova e proveitosa etapa para a Paraíba”, disse.

O curso será realizado até a sexta-feira (6) e durante os três dias do evento serão discutidos temas como a importância de apurar custos na economia da saúde, PNGC, padronização de terminologia, sistema de acumulação de custos, métodos de custeio, entre outros assuntos.

De acordo com a gerente de Planejamento e Gestão da SES, Tammy Lacerda, a aplicação de custos ainda é algo que precisa ser melhor trabalhada. “Pessoalmente não costumo nem utilizar o termo gastos quando estou falando de gestão pública, mas sim aplicação de recursos, pois é isso que a gestão realmente faz, e essa aplicação é algo que ainda nos traz algumas dificuldades no dia a dia. Por este motivo, acho que este é o momento certo e oportuno para a realização de um evento como este na Paraíba. Quem vai sair ganhando com a boa administração dos recursos estaduais é a população em geral”, explicou.

A coordenadora do Departamento de Economia em Saúde do Ministério da Saúde, Andréia Mendes, ressaltou que o evento é o resultado de dois anos de esforços conjuntos entre a SES e o MS. “Isso aqui é um processo de construção conjunta, troca de experiências, construção coletiva, pois nada aqui pode ser feito de um dia para o outro. Estamos caminhando para a realização desse evento há dois anos, e isso aqui hoje é apenas o início de todo um processo que marca a inovação da gestão pública”, explicou.

PNGC – O Programa Nacional de Gestão de Custos tem como público-alvo os gestores das unidades de saúde e do SUS de uma forma geral. Na medida em que auxilia na tomada de decisão para melhor aplicação dos recursos da saúde, o PNGC beneficia a população como um todo. O PNGC visa calcular os custos dos serviços prestados, por meio de diferentes indicadores, fornecer a todos os setores da instituição informações detalhadas referente a seus custos, possibilitar a troca de informações e de resultados entre instituições, fortalecer o controle social por meio da transparência na utilização dos recursos, e principalmente, auxiliar os gestores na tomada de decisão, tendo como subsídio a informação de custo, para melhorar a gestão dos recursos disponíveis.

Apurasus – O Sistema de Apuração e Gestão de Custos do SUS – Apurasus é um sistema de informação desenvolvido pelo Ministério da Saúde para auxiliar no processo de apuração e gestão de custos em distintas unidades de saúde do SUS, de forma padronizada e estruturada. Trata-se de sistema web, de livre acesso e tem como grande diferencial a capacidade de permitir sua personalização, de forma a se adaptar às características próprias de unidades de saúde de diferentes perfis em termos de tamanho, estrutura e serviços produzidos na atenção e cuidado à saúde.