Fale Conosco

10 de junho de 2009

Micro e pequenos agricultores da Paraíba recebem ajuda do governo do Estado



“O Banco do Nordeste dispõe de R$ 90 milhões para aplicar este ano. Para tanto, o banco coloca suas agências no Estado à disposição dos micro e pequenos agricultores da Paraíba”. A informação é da gerente executiva do Pronaf na Paraíba, Sandra Terto. Ela foi uma das participantes da reunião coordenada pelo secretário do Desenvolvimento Agropecuário, Ruy Bezerra Cavalcanti Junior, entre representantes do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e do Governo do Estado.

A reunião aconteceu nesta quarta-feira (10) e fortaleceu as parcerias direcionadas especialmente aos pequenos agricultores da Paraíba. O secretário Ruy Bezerra destacou que a credibilidade da atual gestão possibilita que instituições como o BNB disponibilizem crédito a esses produtores.

Agroamigo – Na oportunidade, foi apresentada pela gerente executiva do Pronaf a forma como é realizada a operacionalização do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Programa Agroamigo. Sandra Terto destacou as facilidades e a disponibilidade de recursos para financiar o segmento.

O Agroamigo é o programa de microcrédito rural do Banco do Nordeste, idealizado em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), destinado à concessão de financiamento para a área rural.

Na avaliação do gerente de Negócios, Everardo Magalhães, “o encontro foi de relevante para o fortalecimento político e institucional entre o BNB e o Governo da Paraíba”. Durante a reunião, além dos grupos do Pronaf, foi destacada a importância do Agroamigo, que vem sendo operacionalizado exclusivamente pelo BNB, no apoio financeiro às atividades produtivas desenvolvidas no meio rural.

Prioridades – O secretário Ruy Bezerra destacou, durante a reunião, as prioridades do Governo do Estado, através da Sedap, a exemplo das ações da Defesa Animal (erradicação da aftosa), o Programa Várzeas de Sousa, a implantação do programa para produção de leite em pó e a distribuição de sementes aos agricultores da Paraíba.

Ruy Bezerra lembrou a importância de trabalhar algumas cadeias produtivas que possam gerar resultados positivos e permitir a independência financeira aos produtores rurais do Estado.

O agente de Desenvolvimento, Geraldo Fidélis, propôs a realização de novo encontro, para que sejam alinhadas questões direcionadas à estruturação de cadeias produtivas, com foco na extensão rural, através da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e a Empresa Paraibana de Pesquisa Agropecuária (Emepa). Também será definida a concessão de crédito do BNB, através do Programa Nordeste Territorial.
O secretário destacou os temas debatidos na reunião, com as informações repassadas pelo BNB, através de ações desenvolvidas por meio da Célula de Desenvolvimento Territorial.

Fábia Carolino, da Assessoria de Imprensa da Sedap