João Pessoa
Feed de Notícias

Mês de julho fecha com chuvas esparsas e acima da média no litoral paraibano

quinta-feira, 30 de julho de 2015 - 11:20 - Fotos:  Arquivo

A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) indica redução de chuvas nestes últimos dois dias julinos (30 e 31) devido ao deslocamento da umidade oceânica. A previsão da Aesa para esta sexta-feira (31), o último dia do mês, é de nebulosidade variável, podendo ocorrer chuvas esparsas no Agreste, Brejo e Litoral. Haverá apenas variação de nuvens no Cariri, Sertão e Alto Sertão.

O período de chuvas das regiões Agreste, Brejo e Litoral é de abril a julho. Daí, as chuvas relativamente intensas ocorridas este mês nestas regiões. Já na última semana de julho, a precipitação esperada para o mês já havia sido ultrapassada em 50%, em João Pessoa. Em agosto, a precipitação diminui, mas ainda é presente.

Na sexta-feira (31), as temperaturas vão variar entre 18ºC e 25ºC no Agreste; 17ºC e 24ºC no Brejo; 22 ºC e 29ºC no Litoral; 17 ºC e 29ºC no Cariri/Curimataú; 21ºC e 33ºC no Sertão; e 20ºC e 31ºC no Alto Sertão.

Climatologia – Até essa última quarta-feira (29), os dados da Aesa mostram 51 estações com ocorrências de chuva, das 269 estações monitoradas. Com relação à pluviometria, estudos da Agência indicam que os processos climáticos geradores de precipitação sobre a região Nordeste são excessivamente complexos, associados ao comportamento de variados sistemas de circulação atmosférica e aos fatores orográficos, de maritimidade e continentalidade. Seu principal efeito é a grande variabilidade espacial e temporal da precipitação na região, que interfere também no seu regime hidrológico.

Orografia é o estudo ou tratado a respeito do relevo terrestre. Quando a meteorologia usa o termo “efeito orográfico”, geralmente se refere a “chuvas de relevo”. A Paraíba é o estado nordestino que apresenta a maior variabilidade espacial da precipitação. Cabaceiras, localizada no Cariri paraibano, apresenta uma altura pluviométrica anual em torno dos 300 mm, ao passo que João Pessoa, localizada na faixa litorânea, apresenta um total anual de precipitação média que ultrapassa os 1700 mm.

Há dois regimes de chuva na Paraíba. De fevereiro a maio, via de regra, ocorre o período mais chuvoso nas regiões do Sertão, Alto Sertão e Curimataú. E como mencionado, o período de chuvas da região leste paraibana vai de abril a julho.