Fale Conosco

20 de março de 2015

Mercado de trabalho é tema da programação em alusão ao Dia da Síndrome de Down



A inserção da pessoa com síndrome de Donw no mercado de trabalho foi tema de palestras e debates na manhã desta sexta-feira (20), em João Pessoa. O evento ocorreu na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad). As discussões fazem parte da programação antecipada do Dia da Síndrome de Down, que acontece neste sábado (21).

A presidente da Funad, Simone Jordão, lembrou que não só usuários participaram das atividades realizadas durante toda esta semana. “O Governo do Estado, por meio da Funad e também com a participação da Funesc (Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego) realizou a programação alusiva ao Dia da Síndrome de Down. Esta semana, envolvemos tanto os usuários, que são crianças e adolescentes, como familiares e funcionários nas atividades”, disse.

A programação desta sexta-feira inclui apresentações musicais, palestras e debates, durante a manhã e tarde. As discussões e as atividades estão focadas no tema geral “O Mercado de Trabalho e o Papel da Família na Atenção da Pessoa com síndrome de Down”.

As palestras foram proferidas no auditório da Funad. Na ocasião, foram relatados casos exitosos de inserção de pessoas com Down no mercado de trabalho. “Tivemos, por exemplo, o caso da Assembleia Legislativa de Alagoas e do Ministério Público do Trabalho na Paraíba”, relatou Simone Jordão.

Ainda de acordo com a presidente da Funad, foram convidados para assistir às palestras e debates vários representantes de empresas, entidades e órgãos públicos da Capital. Cerca de 300 pessoas com síndrome de Down, assistidas pela Fundad, também participaram das atividades.

Programação especial na Funad – A programação especial alusiva ao Dia da Síndrome de Down aconteceu durante toda esta semana. As atividades incluíram um dia inteiro de lazer, com brincadeiras na piscina, além de recreação com música e dança.

Um dos destaques da programação foi a Balada 21, que ocorreu na sede da Funad, na quinta-feira (19). Durante todo o dia, os usuários com síndrome de Down, atendidos pela instituição, se divertiram ao som de um DJ.

Usuários voluntários – A usuária Keila Mery de Araújo Oliveira tem 36 anos de idade e quis participar como voluntária na recepção do evento. Para ela, a experiência se assemelhou a uma reunião familiar. “Estou gostando muito. É um orgulho para mim ver essa família toda reunida”, afirmou. “Um dia quero trabalhar mesmo lá fora e ganhar meu dinheiro. Eu tenho limites, mas nessa vida todo mundo tem limites”, comparou.

Ao lado de Keila Mery, o usuário Cláudio Magalhães da Cruz, 16, também passou a manhã desta sexta-feira com sorriso no rosto e desejando boas-vindas aos convidados. “Sou usuário da Funad desde pequenininho. O que adoro são as atividades que eles nos oferecem. Eu também queria um dia, quando tiver idade, arrumar um trabalho e ganhar meu dinheiro”, disse.

Entre os serviços oferecidos pela Funad às pessoas com síndrome de Downs estão a Reabilitação Intelectual, Núcleo Esportivo e Núcleo de Vivência e Arte. Há ainda o S.O.S. Bebê, que é desenvolvido junto às maternidades públicas e privadas de João Pessoa. Ele é voltado ao apoio e orientação dos pais que têm seus filhos diagnosticados com a síndrome.