Fale Conosco

5 de março de 2012

Membros do Conselho Estadual de Trânsito tomam posse



Desativado desde dezembro de 2010, o Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) foi oficialmente recomposto nesta segunda-feira (5), quando os novos membros nomeados pelo governador Ricardo Coutinho tomaram posse em solenidade realizada na Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds). Na ocasião, os integrantes do Conselho reafirmaram a importância do Cetran como órgão máximo deliberativo do trânsito na Paraíba, diretamente ligado ao Conselho Estadual de Trânsito. Foram empossados, na presidência e vice-presidência do órgão, o titular da Seds, Cláudio Lima, e o superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Rodrigo Carvalho.

Durante a solenidade, além da assinatura do termo de posse e da leitura da resolução do Cetran, foram definidas as prioridades do Conselho, como colocar em dia os processos que vinham se acumulando desde o final de 2010. Também ficou decidido que um dos objetivos principais do conselho será estimular a municipalização do trânsito. “Atualmente, apenas 22 municípios da Paraíba têm órgãos de trânsito em âmbito municipal, o que incentiva o desrespeito às leis e a ocorrência de tantos acidentes”, explicou o vice-presidente do Conselho, Rodrigo Carvalho. Nas próximas reuniões ordinárias, que acontecerão toda segunda terça-feira de cada mês, o Cetran vai decidir sobre o interesse de mais 20 municípios paraibanos em instalar órgãos de trânsito.

De acordo com o secretário Cláudio Lima, nesta nova gestão, o Cetran vai deliberar sobre temas polêmicos, como o hábito dos motoristas de interditar a via pública em acidentes sem vítimas. “Além de formalizar uma decisão sobre o tema, vamos lançar campanhas de conscientização para que o motorista saiba que não é preciso permanecer no local do acidente, obstruindo a via”, adiantou.

O comandante da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, que também integra o conselho, destacou o papel do Cetran não só na educação do motorista, mas na luta para que o infrator seja punido. “É preciso que o motorista tenha certeza da punição para que o número alarmante de acidentes que registramos diariamente, muitos com vítimas fatais, caia. O conselho é o espaço de encontro daqueles que ordenam o trânsito no Estado – e todos precisam ter posturas similares”, disse o coronel. 

Também tomaram como membros conselheiros os representantes da Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans), Nilton Pereira de Andrade; do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Carlos Pereira; da Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Campina Grande (STTP), Salomão Augusto de Medeiros; da Superintendência de Transportes e Trânsito de Santa Rita, Antônio Galdino; das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado da Paraíba, José Arlan Rodrigues; e dos Trabalhadores em Transportes de Cargas da Paraíba, Antônio Pádua Dantas.