Fale Conosco

25 de fevereiro de 2013

Governo do Estado capacita quilombolas para projeto piloto na Paraíba



A Paraíba foi escolhida pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para implantar um projeto piloto de transferência de renda junto às comunidades quilombolas.  Nesta terça-feira (26), acontece a oficina preparatória sobre a ‘Importância do Cadastramento nas Comunidades Quilombolas’. O evento tem início, às 9h, no Hotel Verde Green, em Tambaú, para representantes das comunidades, gestores e técnicos da assistência social de municípios que possuem comunidades remanescentes de quilombos.

Os participantes receberão instruções de técnicos do MDS e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh) sobre como será feito o levantamento dessas famílias. O objetivo da ação é fazer com que as pessoas das comunidades quilombolas possam ter acesso aos benefícios sociais como o Bolsa Família, Luz Para Todos, Água para Todos, Minha Casa Minha Vida, Assistência Técnica e Extensão Rural, entre outros que usam o Cadastro Único como referência para chegar às famílias.

Ampliação da Assistência Social – A secretária da Sedh, Aparecida Ramos de Meneses, explicou que a iniciativa faz parte da ampliação do Programa Brasil sem Miséria, anunciada na semana passada, em Brasília. “O Plano Brasil Sem Miséria tem como uma de suas prioridades a busca ativa e atualização cadastral de todas as famílias em situação de extrema pobreza no país. Para garantir que os objetivos sejam alcançados, será realizado em todo o Brasil uma busca ativa e atualização cadastral de todas as famílias nas comunidades quilombolas certificadas do país. O Estado da Paraíba foi escolhido como piloto para a implementação dessa ação de inclusão”, destacou.

Cidadania – A Paraíba conta com 35 comunidades quilombolas certificadas em 23 municípios. A Sedh, por meio do Programa Cidadão, percorreu o ano passado algumas comunidades quilombolas para retirar documentação e garantir cidadania às famílias dessas localidades. Foram expedidos mais de 1.200 documentos.

Clique aqui e confira a programação