Fale Conosco

23 de agosto de 2012

MDA avalia crédito fundiário no Brasil em evento na Paraíba



IMG00024Cerca de 50 representantes das unidades técnicas de gestão do crédito fundiário em todo o Brasil estão em João Pessoa para avaliar a aplicação do programa nos últimos anos. O evento, organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, começou nesta quinta-feira (23), no Hotel Xênius, na capital, e termina amanhã.

O encontro de avaliação foca principalmente nas aplicações dos Subprojetos de Investimento Comunitário (SIC), que integra a base do crédito fundiário em todos os Estados. “Há casos em que o SIC não é aplicado corretamente e tem situação que a verba nem chega a ser usada porque o prazo estipulado pelo Governo Federal não é cumprido”, disse o diretor do Departamento de Crédito Fundiário do MDA, Dino Castilhos.

Segundo ele, o prazo de dois anos (prorrogável por mais um, a depender do caso) foi definido por decreto e mesmo assim tem unidade de gestão que não cumpre a determinação. “Se o dinheiro não for aplicado nesse período, infelizmente, volta para o governo e muitos agricultores nem sabem disso”, explica.

Dino Castilhos ainda ressaltou que eventos como esse, que acontece em João Pessoa, servem justamente para a troca de experiências, saber onde o programa de crédito fundiário pode ser melhorado e o que pode ser adaptado entre os Estados. “Nós queremos é, cada vez mais, aplicar o dinheiro que é garantido pelo Governo, por isso precisamos compartilhar os caminhos”.

Nesta sexta-feira, o secretário nacional de Reordenamento Agrário, Adhemar Lopes de Almeida, participa do seminário de avaliação do crédito fundiário. Ele vem reforçar a cobrança à aplicação das verbas em alguns Estados e anunciar novos recursos. Na Paraíba, segundo o MDA, a aplicação do dinheiro dos Subprojetos de Investimentos Comunitários não apresenta problemas com os agricultores.