João Pessoa
Feed de Notícias

Maurício Burity recebe Voto de Aplauso da AL pela reestruturação do Espaço Cultural

sexta-feira, 6 de novembro de 2009 - 11:21 - Fotos: 

Pela iniciativa de retomar a programação de filmes do agora cine-teatro Bangüê, o presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Maurício Burity, recebeu um Voto de Aplauso da Assembléia Legislativa do Estado. A homenagem partiu da deputada estadual Francisca Mota (PMDB), como forma de coroar as iniciativas de Maurício vem tomando para reativar as atividades do Espaço Cultural.

“Requeri o voto de aplausos pela importância que a Fundação Espaço Cultural representa para o engrandecimento do segmento cultural de João Pessoa”, declarou Francisca Mota. O Banguê voltou a exibir filmes no último dia 29 de outubro, com o longametragem ‘A Festa da Menina Morta’ e a presença do diretor, Matheus Nachtergaele, além do governador José Maranhão, secretários, parlamentares, artistas e cinéfilos.

A reestruturação do Espaço Cultural tem sido o objetivo principal de trabalho de Maurício Burity desde o início de sua administração, em maio deste ano. Esta semana, o presidente da Funesc foi à Brasília em busca de mais recursos para uma série de projetos que pretende desenvolver em 2010, entre eles a abertura do Museu de Arte Contemporânea da Paraíba (MAC-PB).

Filme francês entra em cartaz no Bangüê neste fim de semana

Co-produção entre França e Bélgica, ‘A Criança’ (L’Enfant, 2005) é o filme que estreia nesta sexta-feira (6) no Bangüê, na nova retomada da programação de filmes do cine-teatro do Espaço Cultural. Palma de Ouro para os diretores Jean-Pierre e Luc Dardenne em Cannes no ano de 2005 e inédito nos cinemas de João Pessoa, ‘A Criança’ poderá ser visto de sexta a domingo, às 18h30 ou 20h30. Os ingressos custam R$ 6 (inteira) e R$ 3 (estudante) e a classificação indicativa do filme é de 14 anos.

No filme, Sonia (Débora François) é uma jovem de 18 anos que acabou de dar à luz a um menino. Bruno (Jérémie Renier), o pai, com 20 anos de idade, vive de pequenos roubos cometidos por ele e seus comparsas adolescentes. Os dois veem de maneira bem diferente o significado da chegada desta criança, sendo que os atos de Bruno em relação ao filho colocarão o casal diante de sérios dilemas sobre suas existências.

‘A Criança’ foi escrito e dirigido pelos irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne, que já haviam levado uma Palma de Ouro por Rosetta (1999). A dupla também dirigiu ‘O Corte’ (2005) e O Segredo de Lorna (2008). ‘A Criança’ chegou a ser exibido na mostra Panorama do Cinema Mundial no Festival do Rio de 2005.

Assessoria de Imprensa da Funesc