João Pessoa
Feed de Notícias

Maternidade Frei Damião completa 25 anos

segunda-feira, 24 de outubro de 2011 - 18:52 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

Foto: João Francisco/Secom-PB

A Maternidade Frei Damião, que integra a rede hospitalar do Estado, completa nesta segunda-feira (24) vinte e cinco de fundação. Para lembrar a data, a direção da unidade de saúde realizou uma programação especial. Durante a solenidade, que contou com a participação de ex-diretores e ex-servidores que fizeram parte da história da unidade de saúde, houve um apresentação por meio de fotografias e de slides que contou toda a história da maternidade e dos serviços prestados à população. Logo em seguida, aconteceu uma apresentação cultural e uma confraternização. Entre janeiro e setembro deste ano, a maternidade registrou o nascimento de 2.629 crianças, sendo 1.348 do sexo masculino e 1.281 do feminino.

A maternidade possui 62 leitos para atendimento à mulher gestante, distribuídos na UTI materna ,UTI neonatologia e alojamento Canguru. Além destes serviços, a maternidade conta ainda com uma agência transfusional e um laboratório de análises clínicas funcionando diariamente, como também os programas de Acolhimento com Classificação de Risco, de Assistência a Mulheres Vitimas de Violência Sexual e de Planejamento Familiar, além do Centro Especializado em Diagnostico do Câncer (CEDC).

Entre as pacientes internas na maternidade está a cozinheira Maria Telma Misael, 35 anos, que mora no conjunto Vieira Diniz, em João Pessoa. Ela deu entrada na maternidade na manhã do último sábado e, no início da noite do mesmo, dia deu à luz, por meio de parto normal, ao pequeno Talles Misael. “Fui bem atendida e só tenho elogios”, disse.  Tâmara Lyssa Eunice Lucas, 23 anos, do município de Santa Rita, teve o filho João Vitor por cesariana. Ela também enalteceu o atendimento prestado pelos funcionários da maternidade, bem como a qualidade dos serviços.

Parto seguro – A diretora geral Maria de Fátima Oliveira dos Santos explicou que a maternidade atende não somente à população de João Pessoa, mas de vários municípios circunvizinhos. Durante a solenidade, ela destacou que os funcionários são orientados a atender bem à população e exaltou o trabalho realizado pelos ex-diretores e ex-funcionários. “Nada é mais importante do que o nascimento de uma criança”, disse. Segundo ela, a maternidade é composta por uma equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, odontólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas e técnicos diversos.

Maria de Fátima explicou que a Maternidade Frei Damião tem promovido diferentes ações em prol do parto seguro e humanizado. “Como sabemos, a experiência do parto é extraordinária, por sua riqueza de emoções. Embora seja associada à dor, é uma celebração da vida. Por isso, é necessário promover ações concretas para viabilizar esta verdade universal, sem distinção nem exclusão”, afirmou.

Ela explicou que o parto é uma prestação de serviços de intensa rotina e requer profissionais habilidosos e, acima de tudo, humanitários. “Quando a gestante realiza um pré-natal adequado, ela reconhece o momento e já chega preparada para o trabalho de parto e o parto em si. Por isso, a implantação do parto humanizado na Maternidade Frei Damião vem ganhando estrutura e consistência, com atenção principalmente para mães de primeiro parto”, destacou.

Foto: João Francisco/Secom-PB

Explicando os setores – A UTI Materna é o setor que presta cuidados especializados a mulheres gestantes ou em pós- parto com o objetivo de evitar a mortalidade materna, devido a complicações na gestação e parto, enquanto a UTI-Neo é destinada aos cuidados do recém-nascido prematuro ou gravemente enfermo, tendo por objetivo a preservação de suas vidas e a diminuição de sequelas.

A maternidade também dispõe da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), indicada para recém-nascidos que não precisam de ventilação mecânica, mas que não podem ficar junto de suas mães, por necessitarem de cuidados semi-intensivos. Na UCI são atendidos os bebês que apresentam desconforto respiratório precoce, por exemplo, ou aqueles que receberam alta da UTI, mas ainda necessitam de cuidados.

Também faz da parte da maternidade Frei Damião o Banco de Leite Humano, que é um centro especializado de apoio, proteção e promoção do aleitamento materno, além da execução da coleta do excedente de produção láctea da nutriz, processamento, controle de qualidade e distribuição. O banco assiste ao recém-nascido interno durante seu primeiro ano de vida, além daqueles filhos de mães doadoras. O centro atende doadoras (internas e externas), promove orientações relacionadas a uma boa amamentação e faz todos os procedimentos necessários, atendendo, assim, por 24 horas.