Fale Conosco

20 de julho de 2012

Maternidade de Patos capacita enfermeiros para UTI adulto



maternidade de patos foto francisco frança secom pb_0388Enfermeiras e técnicas de enfermagem da Maternidade Peregrino Filho, de Patos, participam até a próxima terça-feira (24) de um treinamento com foco em UTI adulto. A capacitação integra ação de educação continuada da maternidade, que detém o selo de Hospital Amigo da Criança.

O treinamento, que começou na quinta-feira e terá 50 horas de duração, é uma promoção do Governo do Estado com o Instituto Fibra e realização do Instituto Educacional de Ensino (Ceag).

A ministrante do módulo sobre UTI adulto é a enfermeira Fátima Braz, que coordenou projetos de educação continuada em hospitais paulistas e é docente das disciplinas de ética, administração em enfermagem e do mestrado em saúde coletiva.

Atualizar conhecimentos teóricos e práticos, dar oportunidades às equipes de UTI de acessar técnicas modernas, seja por conteúdo presencial ou mídias online. O objetivo é oferecer um atendimento de qualidade e mais humanizado à clientela do SUS.

Nas aulas, Fátima Braz apresenta a organização, estrutura, parâmetros de funcionamento da UTI e o processo de trabalho desenvolvido pelos profissionais. Dentro desse eixo fará, ao longo da capacitação, explanação sobre a resolução RDC Nº 7 de 24/02/2010 que estabelece os padrões mínimos de funcionamento da UTI, visando reduzir riscos aos pacientes, visitantes, profissionais e meio ambiente.

Rotinas, normas técnicas, prevenção e controle de infecções, a política nacional de humanização (Humanizasus), direitos e deveres dos usuários do Sistema Único de Saúde, também são tópicos do treinamento.

Participaram da abertura do curso a diretora do Hospital Regional de Patos, Sílvia Ximenes, o gerente regional de Saúde, José Leudo, o diretor de assistência da Peregrino Filho, Rogério Nunes, o presidente do Ceag, Cesar Augusto, e a coordenadora de enfermagem, Gigriola Fernandes.

Educação continuada – O presidente do Ceag, Cesar Augusto, disse que o processo continuado de educação está vinculado ao aprimoramento dos profissionais, estimulando suas aptidões. “Com o conhecimento adquirido teremos profissionais mais qualificados e humanizados para atender a população”.

O diretor de assistência, Rogério Nunes disse que a maternidade está elaborando um plano de capacitação que inclui todo o corpo clínico. Ele avaliou como positivo o período em que a Fibra administra a Maternidade Peregrino Filho, citando como avanços a abertura da UTI materna e a perspectiva para agosto de que entre também em funcionamento a UTI neonatal, fundamental para o atendimento das demandas de Patos e região.

Segundo o diretor, os serviços de mamografia e de raio-X estão entre as melhorias: “Os municípios da região estão sendo contatados pela 6ª Gerência Regional de Saúde para que regulem e enviem as mulheres com mais de 40 anos. É importante que essas mulheres que precisam do exame tenham em mãos o pedido médico, documento que garante o serviço”, lembrou Rogério.

O Instituto Fibra e o Governo da Paraíba pactuaram metas para atender em torno de 25 a 30 mamografias/dia, podendo chegar a 400 exames/mês, sendo a Peregrino Filho maternidade pioneira na região ao oferecer esse exame de mama via SUS.

O gerente da 6ª GRS, José Leudo, disse que a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de alta complexidade, tem papel preponderante para a saúde na Paraíba, e citou a inclusão da unidade na Rede Cegonha, um programa avançado de acessibilidade para a mulher, que terá maior segurança do pré-natal, parto e assistência ao filho de até dois anos.