João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão se confraterniza com pacientes do Arlinda Marques

segunda-feira, 31 de maio de 2010 - 14:24 - Fotos: 
O 1º Encontro de Avaliação dos Serviços de Cardiologia, Neurologia e Ortopedia do Complexo de Pediatria Arlinda Marques, em João Pessoa, serviu também para que crianças cirurgiadas e seus pais se confraternizassem com o governador José Maranhão, diretores e equipes de médicos e enfermeiros do hospital, que é referência na assistência médica infantil e especializado em cirurgias em cardiopatas. Em menos de um ano, o hospital realizou 226 cirurgias, sendo 55 cardiológicas, 54 ortopédicas e 117 neurológicas.

O governador José Maranhão destacou que o projeto do Governo é assegurar no hospital público um atendimento de qualidade dentro da visão de que os hospitais públicos são mantidos pela população. “Não há indigentes em hospitais públicos. Tem cidadãos que pagam impostos e como tal tem o direito de receber um tratamento condigno e cientificamente eficiente”, ressaltou Maranhão. Ele afirmou que ao gestor público não cabe apenas fazer, é preciso realizar obras com amor, é preciso gostar do que se estar fazendo.

O governador revelou que era muito triste ver o que ocorreu no passado recente, hospitais públicos com obras paralisadas, outros já em funcionamento caindo de qualidade como aconteceu com o Hospital de Trauma de João Pessoa, com o Arlinda Marques e com o hospital Clementino Fraga, todos na capital. “Hoje esses hospitais oferecem serviços de qualidade à população”.

A diretora do Complexo de Pediatria, médica Darcy de Fátima Lucena, em depoimento emocionado, agradeceu ao governador e ao secretário da Saúde José Maria de França, pela realização de sonhos antigos que foram interrompidos por seis anos. Fez um relato sobre as melhorias implementadas em menos de um ano e convocou toda sua equipe para manter o padrão no atendimento com a ajuda dos equipamentos de primeira geração.

Depoimentos – A mãe Lúcia Maria Pereira Coutinho, moradora do bairro de Intermares, em João Pessoa, participou do evento com sua filha Karoline, de 11 anos e que foi submetida a cirurgia cardíaca no dia 9 de fevereiro deste ano. Karol completou onze anos de idade nesta segunda-feira e sua mãe fez questão de agradecer de público pelo ótimo atendimento que sua filha recebeu da equipe do Arlinda Marques. “A Paraíba está de parabéns, realmente o hospital está fazendo um serviço para a comunidade excelente”, afirmou dona Lúcia.  

Edna Cunha da Silva, 22 anos, mãe do bebê Mateus da Silva de Araújo, de quatro meses de idade, revela que tudo transcorreu bem com a cirurgia do pequeno Mateus no dia 19 de fevereiro passado. A família mora em Itapororoca. Edna afirmou que o Hospital Arlinda Marques está de parabéns. “O hospital salva muitas crianças com problemas cardíacos e meu filho foi operado com 25 dias de nascido e hoje está aqui para comemorar a vitória”, declarou. A senhora Maria do Socorro Belarmino, de Santa Rita, participou da missa na capela do Arlinda Marques e trouxe sua filha Yasmim, de quatro anos de idade. A menina foi submetida a cirurgia ortopédica.

O coordenador da equipe de cirurgiões cardíacos do Hospital Arlinda Marques, médico Maurílio Onofre, fez um balanço muito positivo das atividades no Arlinda Marques, que realiza uma média de dez cirurgias por mês. Há projetos para ampliar esse número porque a demanda é grande. Ele revelou que pacientes de outros estados também têm procurado o hospital, mas a prioridade é atender as crianças paraibanas.

O pastor Ianco Cordeiro e o padre José Reginaldo transmitiram palavras de fé às crianças cirurgiadas e a seus familiares, bem como parabenizaram o governador pelo olhar especial à saúde pública na Paraíba.

Até o primeiro semestre do ano passado, crianças cardiopatas, com tumores cerebrais e com pé torto congênito, por exemplo, dependiam da Justiça para ter o direito à cirurgia, morriam ou eram condenadas a ficarem com sequelas para o resto da vida. Em menos de um ano, o Arlinda Marques realizou 265 cirurgias, além do acompanhamento pré e pós-operatório garantido por uma equipe multidisciplinar. No evento desta segunda-feira, pacientes, pais, médicos e gestores se reúnem para avaliar os novos serviços.  

O secretário José Maria de França lembrou que o Estado implantou os serviços em junho (neurologia) e agosto do ano passado (cardiologia e ortopedia), em caráter emergencial, porque a assistência, principalmente na área de cardiologia, tinham se transformado em ‘caso de Justiça’, devido à falta de serviços públicos no Estado.

Pesquisa de satisfação – Durante o encontro desta segunda-feira, a direção do hospital aplicou um questionário com os pais dos pacientes, como parte da pesquisa de satisfação, exigida pelo Ministério da Saúde para a habilitação dos serviços. O serviço de cardiologia começou a funcionar no dia 11 de agosto do ano passado. A primeira paciente, Jordânia da Silva Félix, com 4 anos de idade na época, esperava atendimento há três anos e meio. Assim como ela, dezenas de crianças aguardavam na fila, porque não existia um serviço público no Estado que realizasse as cirurgias. Nem os casos graves recebiam atenção e os pacientes só eram encaminhados para atendimento em outros Estados, após a intervenção da Justiça.

Também são realizadas cirurgias de crianças com deformidades físicas em decorrência de paralisias cerebrais, além de correção de luxação congênita do quadril, osteotomias, alongamento e transferência muscular, artrogripose múltipla congênita, paralisia obstétrica e luxação congênita de patela. Desde que o serviço teve inicio, no dia 31 de agosto do ano passado, foram realizadas 54 cirurgias.

Amviva - Entre os novos serviços implantados no Arlinda Marques, nesta gestão, também está o Ambulatório de Vítimas de Violência e Acidentes (Amviva), que atendeu 27 crianças, desde a sua implantação, há sete meses. O Amviva funciona nas terças-feiras, atendendo crianças e adolescentes encaminhados pelos conselhos tutelares, escolas e hospitais, principalmente do Hospital de Trauma de João Pessoa.

Josélio Carneiro e Assessoria de Imprensa da SES/PB, com fotos de manodecarvalho