João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão ressalta compromisso de investir na educação

sábado, 19 de dezembro de 2009 - 11:34 - Fotos: 

O governador José Maranhão ressaltou o compromisso de lutar pela educação por entender que não há outra forma de recuperar o Brasil se não for pela valorização da educação. A posição foi enfatizada durante a solenidade de formatura de 250 alunos da União de Ensino Superior de Campina Grande, no Centro de Convenções Raimundo Asfora, onde ele foi paraninfo da turma pioneira de Direito da UNESC.

No discurso, o governador da Paraíba lembrou que na campanha ao Senado Federal colocou a educação como um compromisso de lutar, tendo apresentado projeto de lei no sentido de assegurar 5% do Produto Interno Bruto (PIB) para esta área. Na mesma oportunidade, ele ressaltou que neste exercício já aplicou em educação mais do que os 25% da receita corrente líquida do Estado, portanto, acima do preceito constitucional e também superou os 12% determinados para a área de saúde.

Diante da platéia de cerca de 900 pessoas, composta por professores, formandos e familiares destes, o governador realçou a expansão da universidade pública promovida pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, que é uma pessoa que não teve oportunidade de estudar numa faculdade, mas, que valoriza o ensino superior público, em contraste com o governo anterior, que estimulou a expansão das instituições privadas.

Segundo ele, o Brasil procurou copiar o modelo americano de ensino universitário, com a exigência de padrões de qualidade, no entanto, não foi assegurado benefício fiscal para as instituições privadas. O governador observou que, mesmo nos Estados Unidos, o poder público é o maior mantenedor do ensino superior com incentivos às universidades particulares. Para Maranhão, deveria haver reforma constitucional que permita a renúncia fiscal para apoiar as universidades privadas.

PERDA DE RECEITA – O governador José Maranhão falou sobre a perda de receita da ordem de R$ 300 milhões, ao longo de 2009, enfatizando que este valor corresponde a um mês do orçamento. Ele disse que sente um aperto no coração porque não há capacidade de geração de emprego na mesma velocidade de crescimento da população, reconhecendo que é importante ter emprego para quem se capacita.

PARANINFO – Com relação à homenagem de ser paraninfo da turma pioneira de Direito, o governador disse que se sentia muito bem porque a juventude não faz nada gratuitamente e o trabalho que fez como senador e, agora, como governador mostra como quer ver crescer a educação, como comprova o fato do governo procurar cumprir a meta da Constituição de aplicar 25% em Educação e o fato de ter assinado a proposta de empréstimo da Universidade Estadual da Paraíba junto ao BNDES para melhoria da instituição.
    
‘É na juventude que a gente vai buscar a energia para o trabalho e a inspiração para o futuro, que está no ensino do Brasil”, declarou o governador defendendo que o estado deve colaborar com iniciativas como a da UNESC, com uma política de incentivos fiscais para garantir a qualidade no ensino superior privado, pois o Ministério da Educação (MEC) instituiu parâmetros de qualidade, eficiência e excelência para as universidades particulares, mas elas devem ter a possibilidade de captar recursos do Tesouro Nacional, de modo que possam manter o padrão de qualidade, sem pesar no bolso do alunato.

Naná Garcez, com fotos de Ernane Gomes, da Secom