João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão recebe apoio de ministro a série de obras hídricas na Paraíba

quinta-feira, 20 de maio de 2010 - 16:56 - Fotos: 
O governador José Maranhão obteve do ministro da Integração Nacional, João Santana, apoio a diversos projetos estruturantes do Governo da Paraíba, durante audiência em Brasília (DF), nesta quinta-feira (20). O encontro entre ambos ocorreu pela manhã e teve a participação do secretário executivo do Ministério da Integração, Marcelo Borges, além do secretário executivo da Articulação Governamental da Paraíba, Levi Leite.

O ministro recebeu do governador uma série de projetos, dentre eles o da Integração do Brejo, orçado em cerca de R$ 1 bilhão e que vai beneficiar 20 mil hectares de terras com irrigação, por meio da captação de água na barragem Acauã e por adutora ligada à barragem Araçagi. No futuro, a obra vai ser viabilizada pelas águas da transposição do rio São Francisco, que abastecerá o açude Boqueirão. Esse por sua vez abastece a barragem Acauã.

Um outro projeto levado pelo governador ao ministro da Integração Nacional é o que trata da recuperação de barragens no Estado, com investimentos de R$ 6,9 milhões. O Governo do Estado também projeta a perfuração de centenas de poços tubulares, uma ação que tem apoio do Governo Federal.

Maranhão apresentou ainda projetos de macro-drenagem, com previsão de investimentos da ordem de R$ 23 milhões. O ministro João Santana garantiu apoio a todos esses projetos de desenvolvimento da Paraíba.

Integração do Brejo – O Projeto de Integração do Brejo (PIB), constituído de um sistema adutor de água bruta composto de canais, sifões invertidos e túneis adutores, visa à integração das bacias hidrográficas da vertente litorânea paraibana, como uma das formas de aproveitamento das águas oriundas do rio São Francisco, levadas pelo Eixo Leste do Programa de Transposição, garantindo o suprimento regular desse bem aos municípios da Planície Costeira Interior do Estado da Paraíba, região com tradição de produção agrícola no Estado.

Esse sistema adutor está projetado para captar água no Açude Acauã (Barragem Argemiro de Figueiredo), no baixo rio Paraíba, no sul do Estado, e transportá-la até o rio Camaratuba, situado na porção norte da Planície Costeira Interior, cruzando as bacias hidrográficas dos rios Gurinhém (afluente do próprio rio Paraíba, por sua margem esquerda), Miriri e Mamanguape I Araçagi, integrando-as.

O sistema adutor vai atravessar os municípios de Ingá, Mogeiro, Itabaiana, São José dos Ramos, Sobrado, Riachão do Poço, Sapé, Mari, Cuité de Mamanguape, Araçagi e Itapororoca, perfazendo um trajeto de aproximadamente 112,5 km.

Em junho do ano passado o projeto foi apresentado pelo governador Maranhão durante audiência à ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a quem foram solicitados recursos na ordem de R$ 100 milhões para realização da sua 1ª Etapa.

Josélio Carneiro, com informações de Sérgio Botelho, da Secom-Pb,em Brasília e com a Assessoria de Imprensa da Sudema