João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão participou da solenidade dos 45 anos de fundação da instituição campinense

segunda-feira, 26 de abril de 2010 - 09:19 - Fotos: 

A liberação de uma verba de R$ 600 mil para a aquisição de medicamentos quimioterápica para a Fundação Assistencial da Paraíba – FAP, em Campina Grande foi anunciada pelo governador José Maranhão na noite desta sexta-feira (24), ao participar das comemorações dos 45 anos de fundação daquela instituição de saúde.

A solenidade também fez parte da inauguração da reforma e ampliação do serviço de radioterapia do Centro de Cancerologia Ulisses Pinto e instalação do Acelerador Linear da FAP.

A verba anunciada por Maranhão havia sido aprovada em reunião do Fundo de Assistência a Pobreza e liberada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento. “Nós sempre ajudamos essa instituição, desde o meu primeiro governo. Agora volto para renovar o convênio para a aquisição de medicamentos”, disse Maranhão, ao acrescentar que a saúde é prioridade do seu governo.

O governador elogiou a direção da Fundação Assistencial da Paraíba, principalmente pela preocupação na questão de melhorar a assistência a população campinense e prova disso é a aquisição e instalação do equipamento de tecnologia de ponta que coloca Campina Grande como referência no tratamento de câncer no Nordeste.

Na chegada a FAP o governador foi recebido pelo presidente da instituição, Manoel Florentino de Medeiros Neto, diretores daquela fundação e vários funcionários.

Além do governador, estiveram presentes a solenidade várias autoridades entre deputados, prefeitos da região polarizada por Campina Grande, médicos, familiares do cancerologista Ulisses Pinto, inclusive o prefeito do município Veneziano Vital do Rego. Maranhão foi bastante aplaudido quando anunciou no seu discurso a permanência do convênio com a liberação da verba.

O convênio assinado pelo governador José Maranhão tem duração de um ano e é destinado a compra de medicamentos cancerígenos. Para a aquisição do acelerador linear da Fundação Assistencial da Paraíba o Governo do Estado doou R$ 1.7 milhão.

O presidente da FAP, Manoel Medeiros Neto, disse que acelerador linear começa a funcionar dentro de um mês e a partir daí o atendimento será duplicado. Atualmente são atendidas cerca de 120 pessoas por mês acometidas de tumores mais profundos, a exemplo do câncer de mama e próstata.

Ele disse que a participação do Governo do Estado tanto na aquisição do equipamento como na liberação de verba através de convênio são fundamentais para a manutenção da instituição, que também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande.

Cardoso Filho, com fotos de Mano de Carvalho, da Secom