Fale Conosco

2 de junho de 2009

Maranhão: Paraíba perdeu US$ 300 milhões por não assinar Prodetur II



“O retardamento da assinatura do Projeto Prodetur II levou a Paraíba a perder cerca de US$ 300 milhões, causando grandes prejuízos para a economia, impedindo a implantação de uma infra-estrutura de turismo e a geração de inúmeros empregos”. A informação foi dada na manhã desta terça-feira (2) pelo governador José Maranhão, ao receber no Palácio da Redenção o ex-ministro Gustavo Krause, que está realizando estudos para a reativação desse projeto.

O governador disse que a Paraíba não pode prescindir de fazer investimentos no setor de turismo, um dos segmentos da economia que mais cresce em todo o mundo. “Os Estados Unidos e países da Europa olham com bastante atenção esse segmento por reconhecerem como sendo fontes valiosas de receitas e elemento gerador de emprego e renda”, acrescentou.

Ele revelou que a empresa de consultoria coordenada pelo ex-ministro Gustavo Krause está sendo contratada para elaborar estudos e propor ao Ministério do Turismo, através do Prodetur, o projeto da Paraíba, que seria o Prodetur II. “Lamentavelmente foi aprovado e postergado. É preciso dizer que se o Prodetur II não tivesse perdido o bonde da história já estaríamos contratando o projeto. Aliás, poderia ter sido contratado há seis anos”, comentou.

Segundo ele, tão logo o governo anterior assumiu há seis anos, o Banco do Nordeste propôs a assinatura do contrato, o que não aconteceu porque se decidiu por apresentar outro “e isso também não ocorreu durante todo esse tempo. Não assinou o projeto nem apresentou nenhum outro. Dizem que quando chegou para apresentar, o prazo já havia expirado e o dinheiro fora distribuído entre os demais governadores do Nordeste. Agora estamos tentando a aprovação de uma nova proposta do Governo do Estado para o Prodetur”, concluiu.

José Nunes, da Secom