João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão entrega Centro da Fundac que ressocializa adolescentes

terça-feira, 29 de dezembro de 2009 - 17:08 - Fotos: 
Na perspectiva de oferecer oportunidade de inclusão social para adolescentes que cumprem penas impostas pela Justiça, o governador José Maranhão inaugurou na manhã desta terça-feira (29) o Centro Educacional do Jovem da Paraíba (CEJ), localizado na Avenida Santa Bárbara, s/n, no conjunto Cidade Universitária, proximidades da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, no Bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

A unidade de ressocialização, vinculada à Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), é considerada referência na área de internamento no Nordeste. Custou R$ 2.274.816,63 ao Governo do Estado, sendo construída em duas etapas: primeiro foram os setores administrativo e de internamento; agora o governador entregou os ambientes de atendimento.

Dinamismo – Na ocasião, o governador disse que a obra era o resultado do trabalho que vem realizando desde fevereiro deste ano, quando assumiu o Governo do Estado, “e a Paraíba estava desacostumada em ver este dinamismo que identifica uma nova realidade na administração pública estadual. O paraibano gosta de ver serviços funcionando bem e este Centro Educacional do Jovem é o retrato do que fazemos”, afirmou.

Também falou da necessidade do Governo do Estado oferecer serviços de excelente qualidade para a sociedade, sempre na busca de melhorar as condições de vida da população. Sobre os serviços oferecidos aos jovens que cumprem penas impostas pela Justiça, o governador disse que “a ressocialização deles tem um grande alcance social e sempre é feita na tentativa de evitar que sejam levados à criminalidade”.

Inclusão – Sobre o reconhecimento do trabalho de ressocialização executado na Paraíba como sendo um dos mais avançados no Nordeste, disse que esse é o caminho de quem procura oferecer um melhor atendimento às demandas sociais. “É importante que o problema do jovem tenha esse enfoque, criando condições de receber assistência educacional e de profissionalização para que, ao deixar o centro de recuperação, tenha uma vida normal na sociedade”, comentou.

Para ele, há muito o problema do jovem deixou de ser um caso de polícia para ser uma questão da sociedade. “Temos que olhar com os olhos do humanismo para os jovens que se desviaram de seus caminhos”. Segundo o governador, os adolescentes desviados da boa conduta na maioria das vezes não podem frequentar escolas, pois seus pais estão compromissados com a busca da sobrevivência. “Falta tempo para se dedicar aos filhos e esses ficam mais em contatos com o mundo lá fora ou pessoas que os desviam do bom caminho”, comentou.

Estrutura – O presidente da Fundac, Diamantino da Silva Lima, revelou que no próximo ano o Governo Federal irá repassar ao Governo da Paraíba, através de parceria, R$ 10 milhões para melhorar e ampliar outras unidades que atendem aos jovens e adolescentes infratores. O Presídio Feminino Bom Pastor e o Centro de Recuperação de Jovens de Campina Grande também passarão por melhorias em 2010.

Com arquitetura moderna e, para atender normas do Estatuto da Criança e do Adolescente, o CEJ da Capital está bem equipado, conta com salas de aulas, computação, recreação, cozinha, refeitório, área de lazer, quartos coletivos para três e seis internos, além de consultórios médico e dentário e enfermaria.

No local podem ser atendidos até 60 jovens com idade de 18 a 21 anos que estejam cumprindo medias sócio-educativas. Agora foram inauguradas as dependências de atendimento da população e, segundo o presidente da Fundac, os internos agora terão condições de resgatar os valores de uma vida digna, destruídos pelo uso das drogas ou prática de crime. “Vamos tentar triplicar o trabalho em favor de jovens e adolescentes que estão à margem da sociedade”, garantiu.

Acompanhamento – Segundo o dirigente do órgão, a construção faz parte de projeto de ressocialização para jovens que cumprem medidas estabelecidas pela Justiça e estavam no antigo Centro de Triagem do Adolescente (Cetrim), no Bairro de Jaguaribe. Professores e psicólogos vão acompanhar a todos durante as aulas e sua permanência no novo local, onde o assistido terá oportunidade de praticar uma atividade profissional.

O final da solenidade, o governador cumprimentou um grupo seis adolescentes internos, com quem comentou que procurassem aproveitar as oportunidades que estão sendo criadas para que, cumprido o tempo imposto pela Justiça, possam retornar ao convívio da sociedade com um aprendizado.

Participaram da inauguração, a secretária do Desenvolvimento Humano (SEDH), Giucélia de Figueiredo, e o secretário executivo da Pasta, padre Nilson Nunes; o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Gustavo Gominho; a defensora pública geral do Estado, Fátima Lopes, entre outras autoridades.

José Nunes, com fotos de Manodecarvalho, da Secom-PB