Fale Conosco

3 de setembro de 2009

Maranhão empossa novos auxiliares e consolida aliança com PT na PB



Em uma solenidade bastante prestigiada no salão nobre do Palácio da Redenção, em João Pessoa, o governador José Maranhão, ao lado do vice-governador, Luciano Cartaxo, e vários secretários, empossou nesta quinta-feira (3) o novo secretário de Articulação Política Governamental da Paraíba, Anselmo Castilho, e o assessor especial para Relações com os Movimentos Sociais, Arimatéia de França, que atuará na Casa Civil, integrando a equipe do secretário chefe Marcelo Weick. Anselmo e Arimatéia são filiados ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Em seu pronunciamento, o governador José Maranhão demonstrou sua satisfação pelo valor efetivo e simbólico da posse de seus novos auxiliares. Foi bastante aplaudido quando afirmou que “o nosso governo tem um compromisso definitivo com o PT e com os movimentos sociais da Paraíba”. Ele observou que o evento e a data eram muito importantes para a consolidação de uma aliança que vem dando certo há três eleições na Paraíba, quando o PMDB, legenda, e os peemedebistas, filiados, optaram pela aliança com o PT, em torno da candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Maranhão disse que, pessoalmente, e como instituição o PMDB sempre foi claro nas suas decisões e que o governo paraibano tem recebido do presidente Lula e de seu governo as atenções devidas. O governador declarou que assumiu o governo e encontrou um Estado destroçado administrativamente “pela política do atraso, pela política que não tinha compromisso com o ético”. Lembrou que ele e sua equipe não se intimidaram “e hoje a dificuldade não é mais organizar o Estado, que já está organizado”.

Obras – A dificuldade, conforme o chefe do Executivo, não é mais fazer obras porque o governo tem obras em todo o Estado e dezenas para inaugurar. “Posso dizer que a grande dificuldade, e o digo com muita satisfação, é organizar um calendário para inauguração de obras, porque estão prontas às dezenas em menos de sete meses de governo”. Segundo ele, a Paraíba não tinha era um governo “que quisesse realmente utilizar a potencialidade e a riqueza do Estado, sobretudo em recursos humanos, para fazer as coisas funcionarem e devolver à Paraíba obras e serviços em respeito à sociedade”.

Maranhão agradeceu a presença das lideranças do PMDB e de todos os partidos aliados, a exemplo do PT, PSB, PC do B e PRB. “Todos os partidos da aliança continuam com o governo porque este governo não é de um grupo familiar ou isolado, é o governo de todos os paraibanos. É o governo dos pobres, mas que não exclui os ricos e é o governo dos movimentos sociais”. Lembrou aos seus auxiliares que esta é uma luta sem quartéis, “a boa luta pela reconstrução da Paraíba”.

Projetos – O secretário Anselmo Castilho afirmou que sua posse no Governo Maranhão é importante para o Partido dos Trabalhadores e declarou que tem uma grande satisfação de estar servindo a um governo na coligação PMDB/PT. Sobre sua atuação na Secretaria de Articulação Política Governamental do Governo, em Brasília, Anselmo adiantou que já está potencializando alguns projetos em andamento. A outra tarefa é a articulação política no sentido de congregar projetos específicos de todos os integrantes da bancada federal da Paraíba, de interesse de toda a população paraibana.

Anselmo Castilho, em seu pronunciamento, afirmou que sua responsabilidade vai ser a de promover uma interface com o Governo Federal, “que agora se faz presente na gestão do Partido dos Trabalhadores na Secretaria, em Brasília. Pra mim é uma honra estar servindo a este governo e a responsabilidade é enorme”, concluiu.

Diálogo constante – Arimatéia França, assessor especial de Relações com os Movimentos Sociais, avaliou que o governador José Maranhão desenvolve ações governamentais mais aproximadas com os movimentos sociais, dialogando com as lideranças dos movimentos e encaminhando às secretarias específicas as soluções de diversas reivindicações. Arimatéia afirmou que sua função no Governo do Estado vai ser a de colaborar no sentido de estreitar as relações, procurar reduzir a burocracia e identificar o sentimento, os anseios dos diversos segmentos da sociedade.

Ele destacou que uma das iniciativas do próprio governador Maranhão “é uma mesa permanente de negociação com os servidores públicos estaduais e com os movimentos sociais”. Arimatéia França revelou que ele e o secretário Anselmo Castilho já têm uma relação muito próxima e os dois estão prontos a contribuir com o Governo da Paraíba.

Avaliações – O presidente estadual do PT e superintendente do INCRA na Paraíba, Frei Anastácio, destacou que o partido é governo e é normal o ingresso de mais petistas na equipe governamental, fortalecendo a aliança do PT com o PMDB.

A secretária do Desenvolvimento Humano, Gilcélia Figueiredo, também petista, avalia que a chegada de mais dois companheiros de partido no Governo Maranhão é “uma demonstração inequívoca de que o PT é governo e amplia sua parcela de contribuição na construção de um governo cada vez mais democrático e popular”.

O deputado estadual Gervásio Maia Filho, líder do Governo na Asssembléia Legislativa, saudou os dois novos integrantes do Estado que ajudarão José Maranhão no projeto da reconstrução da Paraíba. Destacou que a parceria PMDB/PT está fortalecida e o governo Lula cada vez mais se faz presente no governo Maranhão. Observou que o PT tem sido muito importante na gestão democrática do governo estadual.

Além dos diversos secretários e dirigentes de estatais do Governo, vários deputados prestigiaram a posse de Anselmo Castilho e Arimatéia França, a exemplo de Guilherme Almeida, Olenka Maranhão, Arnaldo Monteiro, Trócolli Júnior, Expedito Pereira e alguns prefeitos.

Josélio Carneiro, com fotos de manodecarvalho, da Secom-PB