Fale Conosco

4 de julho de 2009

Maranhão e ministro abrem Conferência Estadual da Aquicultura e Pesca



O governador José Maranhão participa, nesta segunda-feira (6), da abertura da 3ª Conferência Estadual de Aquicultura e Pesca. O evento, que contará com a presença do ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, será aberto às 9h no Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural José Lins do Rego, no Bairro de Tambauzinho, em João Pessoa.
 
A realização é da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República (Seap/PR) e do Conselho Nacional de Aquicultura e Pesca (Conape). O tema central da conferência é ‘Consolidação de uma Política de Estado para o Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura e Pesca’ e antes desse evento estadual foram realizados quatro regionais.

Luiz Carlos de Albuquerque Silva, gerente executivo de Abastecimento e Pesca da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, participa de mesa redonda no primeiro dia, às 11h45, acompanhado de Anísio Maia, superintendente da Seap/PR na Paraíba. Antes, às 10h45, haverá a palestra ‘Alternativas para o Desenvolvimento Sustentável da Pesca e Aquicultura no Brasil’. O Governo da Paraíba também marca presença no evento com equipes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB).

Propostas – O setor pesqueiro e aquícola participa da conferência com mais de 800 pessoas. O evento aprovará propostas e elegerá 67 delegados à 3ª Conferência Nacional de Aquicultura e Pesca, que se realizará este ano em Brasília com os seguintes objetivos: garantir a participação social na definição das políticas públicas para o setor; avaliar as políticas públicas implementadas pela Seap/PR com base nas resoluções das conferências anteriores, do Encontro Nacional das Trabalhadoras da Pesca e Aquicultura, e no Plano de Desenvolvimento Sustentável – Mais Pesca e Aquicultura; e consolidar uma política de Estado para o desenvolvimento sustentável do setor para o Brasil.

O gerente executivo de Abastecimento e Pesca da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca do Governo do Estado, Luiz Carlos de Albuquerque Silva, revela que o governador José Maranhão, desde suas primeiras gestões, sempre valorizou o setor pesqueiro e aquícola no Estado.

“À época, houve investimentos significativos. O Terminal Pesqueiro do Porto de Cabedelo, hoje um dos mais modernos do País, teve início na segunda administração do atual governador. Havia apoio à pesca artesanal e de águas interiores, que é a aquicultura, com projetos de tanque-rede desenvolvidos em Boqueirão, Cajazeiras e também fortalecendo a piscicultura com a Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa), que produziu e distribuiu alevinos nos açudes da Paraíba”, lembrou.
 
Avanços – A respeito da mesa-redonda ‘Políticas Públicas para o Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura na Paraíba, Luiz Carlos afirma que o debate é importante e vai abordar a produção de camarão, tilápia e mariscos. Sua fala vai destacar as parcerias do Governo da Paraíba com o Governo Federal objetivando avanços na área de pesca e aquicultura.

“A Paraíba já foi o maior exportador de atum, deteve a maior frota atuneira da América do Sul. Com a criação esta semana, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Ministério da Pesca, e a sansão da nova Lei da  Pesca, o setor sai fortalecido. O governador e o secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Rui Bezerra Cavalcanti, estão firmes no propósito de contribuir com o crescimento da atividade pesqueira na Paraíba”, revelou Luiz Carlos.

Josélio Carneiro, da Secom